terça-feira, março 25, 2008

Gerir o Tabu de Portugal!!!!!


"Endividamento das famílias portuguesas continua a subir

Três por cento das famílias portuguesas que recorreram ao crédito têm muitas dificuldades em assegurar os pagamentos dos empréstimos bancários. Esta é uma das conclusões de um estudo do Gabinete de Orientação ao Endividamento dos Consumidores, do Instituto Superior de Economia e Gestão, citado pelo “Diário Económico”.

Os autores do documento, que será apresentado dentro de dias, explicam que o contínuo aumento do endividamento num contexto de incerteza económica se deve ao desejo das famílias de manterem o padrão de consumo.

João Paulo Calado, coordenador do gabinete que efectuou o estudo, admitiu que na actual conjuntura, com a subida das taxas de juro, desemprego elevado, incertezas do mercado e redução da taxa de poupança, seria de esperar moderação no crédito.

“As pessoas não querem abdicar do seu padrão de consumo”, explicou. Advertiu, no entanto, que “esta situação não se pode prolongar por muito mais tempo”, acrescentando que os níveis de poupança têm de aumentar.

O estudo do Gabinete de Endividamento teve por base um inquérito a 835 famílias portuguesas, escolhidas aleatoriamente, por telefone ou presencial.

O Banco de Portugal revelou por seu lado que, em termos absolutos, se regista um aumento marginal do incumprimento de crédito, se forem observados critérios como a falta de mais de três meses de pagamento e a inexistência de negociação entre credor e devedor.

O coordenador do Gabinete de Endividamento aponta que muitas famílias que não estão em incumprimento segundo os critérios acima referidos encontram-se contudo numa “situação (financeira) complicada”.- RTP On line de 25 de Março de 2008.

Ainda em 1986, fomos o país mais poupado da União Europeia, agora temos aqui o reflexo da febre do consumo, e da nossa má capacidade de gerir, um qualquer orçamento!

1 comentário:

Zololkis disse...

SECURITY CENTER: See Please Here