sexta-feira, fevereiro 13, 2009

Um Povo Verdadeiramente Adormecido!!!!


"O PSD responsabilizou o Governo pela contracção da economia de dois por cento no quarto trimestre do ano anterior, acentuando que Portugal teve "um dos piores resultados da União Europeia (UE)" em termos de evolução económica.

O PSD defendeu que se as suas propostas tivessem sido aceites "os efeitos da crise seriam bastante menores" e acusou o Governo de mentir aos portugueses sobre a situação económica do país.

Em declarações aos jornalistas, no Parlamento, o deputado do PSD Miguel Frasquilho sustentou que os dados hoje divulgados pelo INE "provam uma realidade terrível que se está a viver em Portugal e provam também a dimensão da mentira que o Governo tem vindo a encenar para a população portuguesa".

"Certamente estes dados não são alheios à crise internacional que se está a viver mas, quando a economia decresce dois por cento face ao trimestre anterior e em termos homólogos 2,1 por cento, estamos a falar de um dos piores resultados da União Europeia e portanto isto também tem a ver com factores internos que não têm sido devidamente combatidos pelo Governo socialista durante estes quatro anos", acrescentou.

De acordo com o social-democrata, Portugal teve "um dos piores registos do crescimento europeu, que vai ter certamente impacto ao nível social, ao nível do desemprego, que será ainda mais elevado do que aquilo que já se esperava".

Miguel Frasquilho defendeu que o Governo socialista "tem um modelo que está perfeitamente esgotado, não tem tido as políticas certas" e que se tivesse aceite as propostas do PSD "os efeitos da crise seriam bastante menores".

"Esta realidade não era uma fatalidade, existe outro modelo de desenvolvimento, existem outras políticas", reforçou.

Por outro lado, o deputado do PSD insistiu que o Governo tem procurado iludir a situação económica e "vai a reboque dos acontecimentos", dizendo que "o desfasamento do Governo em relação à realidade acaba por ser totalmente visível agora" com os dados do INE.

"Estes dados são relativos ao período de Outubro a Dezembro. Foi nessa altura que o primeiro-ministro se referiu às projecções do Fundo Monetário Internacional (FMI), que previa um crescimento de 0,1 por cento, como sendo perfeitamente irrealistas", referiu, considerando que "o Orçamento Rectificativo aprovado pelo Parlamento na semana passada já ele próprio está desactualizado".

Segundo os dados hoje divulgados pelo INE, a economia portuguesa decresceu dois por cento no quatro trimestre do ano passado face ao trimestre anterior, em que já tinha decrescido, e terminou 2008 em recessão técnica.

Ainda de acordo com o INE, no conjunto do ano passado o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) português fixou-se nos zero por cento -- estagnação -- depois de ter crescido 1,9 por cento em 2007. " - Público de 13 de Fevereiro de 2008.


Orgulhosamente sós, fruto do acumular de politicas erradas do passado, mas que no presente continuam a ser impostas por quem detêm o poder...
Obras públicas (TGV, e Aeroporto), preocupações com eutanásia, regionalização, e casamento de Gays apenas servem para o povo esquecer a panóplia do caso Freeport, ou o abate de 900 sobreiros ontem em Setúbal.
Passando por um Banco de Portugal, que protege os ladrões que geriram o BPN e o BPP, da pior forma possível.
Mas enfim, enquanto nos eludirem com a organização do mundial, e as conversas sobre a arbitragem não nos iludamos a respeito da nossa recuperação económica.
Pois um povo estúpido e atrasado, faz com que as chamadas elites se governem há nossa custa....

2 comentários:

seixomirense disse...

Os políticos manipulam-nos como querem, ora agora se lança a eu tanásia, ora daqui a pouco o casamento gay, a ver se entretêm a malta.

al cardoso disse...

Eles continuam a gozar connosco e temo que lhes dao voltar a dar a victoria nas proximas eleicoes.
D*us nao o permita por mal dos nossos pecados!

Um abraco de amizade dalgodrense.