quarta-feira, dezembro 31, 2008

XII Jornada pelo Investimento no Interior:A Companhia dos Açores, Lda


Na nossa última jornada pelo interior, deixamos o Continente e vamos ao Açores, onde muitos problemas de isolamento em certas zonas mais rurais têm problemas semelhantes aos do interior do país.
No entanto o regionalismo a que esta região está dotada, dá lhe caracterisiticas especiais do ponto de vista económico e fiscal (Iva mais baixo que no continente, por exemplo.
Assim sendo:

A Companhia dos Açores, Lda, constituída em Março de 1999, é uma empresa Açoriana, com sede em Praia da Vitória na Ilha Terceira, que se dedica à distribuição e comercialização exclusiva de produtos açorianos de elevada qualidade e de cariz regional ou artesanal.

A nossa missão é a divulgação, promoção e distribuição dos produtos Açorianos de qualidade excepcional fora do Arquipélago dos Açores.

Como suporte à nossa missão, a delegação em Lisboa serve de apoio comercial e logístico à nossa actividade no Continente e ao desenvolvimento do mercado externo.

Assim, a Companhia dos Açores reflecte a identidade de cada ilha na diversidade dos produtos que representa, que vão desde o Queijo S.Jorge ao Pico, passando pela Carne, Enchidos, Conservas de Atum, Vinhos, Licores, Compotas, Mel e Doçaria.

Pode identificar-nos com as marcas COMPANHIA DOS AÇORES, AÇOREANO, LOURAIS, AÇORILHAS, TOPO, IMPÉRIO DO PICO, S.JOÃO DO PICO, PICO DOP e S.JORGE DOP.

Escritório - Sesimbra
Apartado 1081 - Santana
2971-908 Sesimbra

Tel. 21 2688600
Fax 21 2688609
E-mail geral@companhiadosacores.pt

segunda-feira, dezembro 15, 2008

Estão se a Ver Gregos!!!



Na figura o perfil do português após - a euforia inicial 25 de Abril de 1974.

Nos últimos dias temos assistido na Grécia, a um conjunto de confrontos e violência que estão a dar que pensar.
São uma forma de vermos que quando as politicas socais não existem, quando a corrupção elitista, aliado ao desprezo na satisfação dos mais elementares pressupostos ao bem estar da vida humana, nomeadamente a saúde, educação e emprego.
Origina esta escalada de violência de proporções preocupantes.
Não ouvimos falar em violência na Islândia, país que se encontra na bancarrota financeira, e porquê???
Porque se calhar, na Islândia o bem comum a satisfação da população é e foi sempre uma prioridade, não se preocupam com futebol, nem em ver programas de Feliz Natal para ajudar criancinhas de umas associações XPTO.
Em Portugal temos desigualdades gritantes, no entanto a politica da Mini nas tascas, da cunha, do Sr. Doutor, do sindicalista que gosta de Macdonalds, do merceeiro que não dá factura, da LC do puto de 15 anos que foge à policia, da gasolina e gasóleo que não param de aumentar....
Se calhar as pessoas não se manifestam porque não nos ensinaram a pensar em nós povo português, mas sim no nosso umbigo.
Já observaram que na rua se alguém se sente mal apenas uma minoria nos vai ajudar, o resto olha com ar de reprovação sem saber o que se passa.
Que façamos como no Iraque em que um jornalista, após ser credenciado, em vez de mostrar os dentes ao líder de uma poderosa Nação invasora, que apenas defendeu os interesses belicistas dos lobbies do seu país, atirou com um sapato na testa do presidente Bush...
Então e nós??? È com betão que vamos evitar os conflitos socias que temos???
Ao contrário dos Gregos, ou Islâdeses não se pensa em Portugal, apenas olhamos para o nosso umbigo por isso é que não passamos disto...

quinta-feira, dezembro 04, 2008

11º Jornada pelo Investimento no Interior: Facas Corte Real - Cutelaria Artesanal em Oliveira do Hospital


Situada no lugar de Chão Sobral, freguesia de Chão Sobral concelho de Oliveira de Hospital.
Esta fábrica artesanal de António Pinheiro Lourenço fabrica umas facas de grande qualidade que há mais de 50 anos.
Curiosidade, este casal, fabrica facas e mantém nove filhos a estudar coisa rara por estas paragens...

Morada:
Travessa da Carreira, 1

Chão Sobral

3400-260 Aldeia das Dez

Telefone 238 661 023

Telemóvel 965 862 580

quarta-feira, novembro 19, 2008

Democracia do PSD = Ditadura = Vergonha Democrática


"É uma autêntica tempestade política. A ironia da líder do PSD sobre a suspensão da Democracia em Portugal por seis meses mereceu ontem críticas de todos os quadrantes políticos, incómodo interno e, por fim, um esclarecimento do secretário-geral do partido, Marques Guedes.


A polémica começou ao almoço, quando Manuela Ferreira Leite foi questionada na Câmara de Comércio luso-americana sobre o que mudaria na reforma da Justiça. Defendendo as classes profissionais, Ferreira Leite respondeu com ironia: 'Quando não se está em Democracia é outra conversa, eu digo como é que é e faz-se. E até não sei se a certa altura não é bom haver seis meses sem Democracia, mete-se tudo na ordem e depois então venha a Democracia.'

"A frase mereceu risos e um aplauso na sala. Depois, a líder do PSD concluiu que 'em Democracia efectivamente não se pode hostilizar uma classe profissional'.

Estas palavras levaram alguns deputados do PSD a contestar, em surdina, a ironia equívoca da líder.

Pedro Passos Coelho defendeu que a líder do PSD deveria corrigir o tiro e procurou apaziguar a polémica. 'Todos temos melhores e piores dias', disse Passos Coelho, depois de o líder da bancada socialista, Alberto Martins, ter classificado as palavras de Ferreira Leite de antidemocráticas.

Por fim, Marques Guedes esclareceu que 'Ferreira Leite estava a fazer uma crítica à forma autoritária, errada, de governar do engenheiro Sócrates'. E atacou o PS por uma reacção imprópria e deslocada." - In Correio da Manhã Digital de 19 de Novembro de 2008.

Depois de ter assistido a uma panóplia de declarações a respeito das bacorada remetidas por esta senhora pergunto se existe alguém que ainda acredite que esta Senhora têm esta estaleca para chegar algum lado no panorama politico.
Esta tentativa de ser armar em dama de ferro Salazarista, peca por um conjunto de situações, incompetente em tudo onde se mete....

segunda-feira, novembro 17, 2008

Presidente da Républica??? O que é isso????


Depois da questão da Madeira, com o deputado do PND, que foi impedido de entrar na Assembleia Regional da Madeira.
Depois da questão da nacionalização do BPN, que nada disse.
Depois de ter dirigido uma comunicação ao país, no Verão para os merceeiro do PSD, o chamarem de génio das finanças por causa de ser professor Na Universidade Católica, e ter falado sobre o novo estatuto de Autonomia dos Açores "lhe tirarem poderes".
Depois da questão do divorcio, para mostrar que existe oposição ao governo a ter omulgado como quem engole um sapo.
EU PERGUNTO:
Que raio de Presidente é este, que vive num mundo de fantasia que não é PORTUGAL, que apenas se preocupa com os grandes grupos económicos, esses sim PRINCIPAIS RESPONSÁVEIS PELA CRISE ECONÓMICA NACIONAL?
Em detrimento das micro - empresas, pequenos partidos, e restante população portuguesa não são alvos da sua atenção?
Assim vai a nossa democracia....
No entanto deixo lhe aqui as competências tirada da constituição caso alguém ainda acredite que ele têm competência para o que quer que seja:

"O Presidente da República exerce as funções de Comandante Supremo das Forças Armadas e nomeia e exonera, sob proposta do Governo, o Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas e os Chefes de Estado-Maior dos três ramos das Forças Armadas.
O Presidente da República pode dissolver a Assembleia da República, o que implica a necessidade de convocação de novas eleições parlamentares e após a realização destas, a demissão do Governo.
O Presidente da República nomeia o Primeiro-Ministro tendo em conta os resultados eleitorais e nomeia os restantes membros do Governo sob proposta do Primeiro-Ministro. Pode, por outro lado, demitir o Governo quando tal se torne necessário para assegurar o regular funcionamento das instituições democráticas.
Os órgãos de governo próprios das regiões autónomas podem ser dissolvidos pelo Presidente da República, por prática de actos graves contrários à Constituição
O Presidente da República declara o estado de sítio e de emergência, ouvido o Governo e sob autorização da Assembleia da República.
Sob proposta do Governo e mediante autorização da Assembleia da República, o Presidente da República pode declarar a guerra em caso de agressão efectiva ou iminente e fazer a paz.
O Presidente da República promulga ou assina e, consequentemente, pode vetar a promulgação ou assinatura de leis, decretos-leis, decretos regulamentares e restantes decretos do Governo.
No domínio das suas competências nas relações internacionais, o Presidente da República ratifica os tratados internacionais.
O Presidente da República decide sobre a convocação do referendo cuja realização lhe seja proposta pela Assembleia da República.
Presidente da República pode requerer ao Tribunal Constitucional a apreciação preventiva da constitucionalidade de normas constantes de convenções internacionais ou de decretos que lhe tenham sido enviados para promulgação como lei orgânica, lei ou decreto-lei
O Presidente da República nomeia e exonera, em alguns casos sob proposta do Governo, titulares de importantes órgãos do Estado como sejam os Ministros da República para as regiões autónomas, o Presidente do Tribunal de Contas e o Procurador Geral da República, cinco membros do Conselho de Estado e dois vogais do Conselho Superior da Magistratura
O Presidente da República nomeia os embaixadores e os enviados extraordinários, sob proposta do Governo, e acredita os representantes diplomáticos estrangeiros.
O Presidente da República, ouvido o Governo, indulta e comuta penas." - In Constituição Portuguesa.

domingo, novembro 02, 2008

Apertar o Cinto» Resultado: Nacionalização dos Bancos!!!


Quem não se lembra da conversa do défice, de apertar o cinto e de fazer sacrificios...
Pois é o resultado está à vista, ajudinhas aos bancos que estão muito pobres, devido ao facto de usuparem, roubarem, e lixarem a vida aos portugueses com os juros dos empréstimos à habitação.
Parece que o BPN é o primeiro, agora vamos lá ver como é que os gestores deste banco vão lidar com esta salvação, até ver os JUROS SOBEM E O ZÉ POVINO LIXA - SE COMO SEMPRE.....

terça-feira, outubro 28, 2008

X Jornada pelo Investimento do Interior: "A casa da Picota ou a da Escriboa: Turismo rural em Vilar de Perdizes!!"





VISITE ESTA aldeia historica. Instale-se em casa rurais preparadas para si.

Escolha a CASA DA PICOTA, OU A CASA DA ESCRIBOA,


prove os tradicionais chás, licores e ervas medicinais da região do barroso.


A casa da Picota ou a da EScriboa têm 2 quartos com wc privativo e mais um na sala da lareira, cozinha ampla , eira para parque. O mesmo encontra na da Escriboa.


Reserve pelos telefones


967216778, 276536121.

Preço quarto 40€, casa 90€ dia.


A população,acolhedora, demonstra uma «grande abertura relativamente a novas propostas culturais, reconhecendo a sua importância no desenvolvimento sócio-económico local».

Participe nos jogos populares e visitas guiadas ao património construído da aldeia, como o forno do povo ou o lagar.


Os visitantes poderão observar o vasto património arqueológico situado na zona envolvente, designadamente o Penedo de Ramezeiros, Penedo de Caparinho, Altar da Panascrita, Olas de S. Marinha.


Os mais resistentes poderão provar a deliciosa queimada , que na antiga tradição celta tinha como objectivo que os vivos não fossem contaminados pelos mortos.





A queimada tem uma ladainha pretendendo simbolizar a «invocação de tudo quanto é mal, que depois arde dentro da caldeira da queimada num calor que se assemelha ao do Inferno».


«Sapos e bruxos, mouchos e crujas, demonhos, trasgos e dianhos...


PARA dar a beber a todos os presentes.


Para quem acredita, a queimada pode livrar todos os males de embruxamentos, feitiços e maus-olhados.


As queimadas também se faziam nas aldeias, nas noites frias de Inverno, para curar as pessoas dos resfriados, constipações e até de dores de garganta.


De acordo com os historiadores, no último milénio antes de Cristo toda a região do Barroso foi povoada pelo povo celta, uma presença que se comprova pelos castros que ainda hoje estão espalhados por este território.


A região de Montalegre é ainda herdeira de uma larga tradição comunitária celta, de onde se destaca o boi do povo ou o forno do povo.


Pode-se afirmar que o povo barrosão exibe actualmente ainda algumas características célticas, tais como feições físicas, um carácter violento e orgulhoso, que se revelam também nas manifestações lúdicas e culturais.

Vilar de Perdizes pelo Padre Fontes:
" SOU, COMO SOU, PORQUE SOU


Ninguém é igual a ninguém.

Na minha vida de cidadão e de padre sempre procurei aprender a ser igual a mim mesmo, abrindo-me à luz, venha ela donde vier, de dentro e de fora da igreja.


Com o decorrer de anos e da minha acção interventiva o povo estimulou-me, cada dia mais, marcando-me o rumo a seguir no bem da cultura regional.


O 1º Congresso de medicina popular nasce da necessidade de registar, dar a conhecer, usar a medicina caseira, tradicional ainda muito válida apesar da chegada em 1975 do serviço nacional de Saúde ao País e às minhas paróquias.


Revelou-se Vilar de Perdizes e o seus congressos desde 1983 até hoje, como ponto de encontro de culturas, credos, medicinas, religiões, saberes, uma feira original popular e erudita, um espaço para questionar métodos e crenças, novidades e antiguidades, uma ocasião para conhecer o país real, profundo, oculto, esquecido, marginalizado.


Travar a desertificação, incentivar actos culturais, inverter o fluxo turístico, promover a região Transmontana e a sua cultura, paisagem, gastronomia, dar às escolas um pretexto de investigação, à imprensa uma mão cheia de valores e novidades, fazer sair o povo à rua, ao teatro da saúde, à procura de melhor, eis alguns dos motivos que puxam pela carroça deste Congresso MP há 22 anos e o impuseram ao país e lhe tem dado pernas para andar.


A junção do sagrado e do profano protagonizado por um padre deu mais valia e chamariz ao Congresso.


Foi como que a arte de sacralizar o profano, e profanar o sagrado Avivar a cultura morta – a medicina popular e por no devido lugar a que surgia , dita científica, orgulhosa que não queria a sobrevivência da mãe a medicina Natural.


Daí alguma incompreensão e receio tanto da hierarquia católica como da classe médica.


Com o tempo tudo se foi diluindo e aproximando.


As SEITAS que vão surgindo ,nascem da necessidade do sagrado, que a igreja católica por vezes restringe, fecha, dificulta e não dá, nem vende.


Nascem também da carência duma religiosidade mais palpável, sensível, menos espiritualista, mais virada para os problemas humanos e menos para os ritos dominicais monocórdicos.


As VISÕES onde muitos fenómenos assentam, não passam de alucinações, mais ou menos infantis, associados a um fanatismo religioso e desconhecimento da religião e da psicologia humana, que geram um movimento inconsciente de massas e que pode arrastar a tolerância ou incapacidade de intervenção das autoridades religiosas e outras.


Nascido do povo, uso a linguagem mais acessível e falada do povo para o fazer chegar ao divino e sentir o sagrado da fé num Deus mais humano que divino, mais activo dentro de cada pessoa que nas igrejas e santuários.


Tenho duas paixões grandes: a terra que me viu nascer e dá sentido à vida : Eu e o Barroso somos um só. Deus que me dá tempo e prazer de estar sempre de porta aberta a quem veja e espere de mim algo.


Daí o apreço pela cultura Barrosã, estimulada e vivida, virada para quem nos visita.


Criei um espaço de turismo rural em Mourilhe, onde ninguém passava, ninguém apostava, para acolher quem quer descobrir este paraíso terreal, distante e desconhecido,

hoje mais visitado pelos do Norte que do Sul, pelos nacionais que pelos estrangeiros.


Aqui encontra o turista um reino maravilhoso, de altitude, onde impera a água, a verdura variada das 4 estações do ano, o silêncio da natureza e das aldeias de dia e de noite, a paisagem e ar e céu limpo, leve. carregado de belas estrelas celestes e terrenas.

É uma gente acolhedora de coração e porta aberta. As manadas de vacas passam à porta do hotel rural, mansas, lentas, meigas, carinhosas. Um jardineiro para cada lameiro, regado por linhas cristalinas de água corrente todo o ano. Acresce a tudo isto, se fora pouco, no dia a dia da casa e do hotel uma gastronomia biológica, de sabores ímpares, e muito mais."

Site:http://www.padrefontes.com

domingo, outubro 12, 2008

Crise Financeira VS Crise Económica

Parece que mais uma vez os nossos queridos governantes, querem nos passar uma mensagem de aperto de cinto e de abrandamento económico: Por causa de uma crise financeira, gerada pela porcaria da banca dos EUA, que bem ao estilo do Tio Sam, lançou o pânico dos EUA. E pôs um governo republicano a deitar por terra as noções liberais, intervindo nas grandes empresas dos EUA, com ajuda monetária proveniente dos impostos dos contribuintes Norte - Americanos. Enfim o liberalismo é muito bonito no grande capital que não percebe patavina de gestão, pois quando os grandes apertos se sucedem lá vem o estado segurar, as grandes empresas em nome da estabilidade económica, combate ao desemprego, e a uma crise de consumo. O facto de o endividamento ter atingido, o caos nos EUA, resultou nisto, comprar eternamente a crédito, tinha de dar asneira mais cedo ou mais tarde, o resultado está à vista: BANCARROTA... Já agora, quando as pequenas empresas têm dificuldades económicas, o estado Norte - Americano intervêm na economia????? Em Portugal, como enunciei em cima, já estamos todos preocupados, em alerta, parece que a crise que estamos a viver desde 2001, vai continuar, e em breve El - Rei D. Sebastião vai aparecer numa manhã de nevoeiro e afirmar que " vamos ter de apertar mais o cinto", por causa do clima de crise proveniente do exterior. Será que as taxas de juros, que todos os meses não param de aumentar, vão ganhar novo impulso por causa da crise??? Será que ajuda hoje enunciada aos bancos para lhes dar garantias nos empréstimos a outros bancos nos vão salvar da bancarrota??? Tudo isto são falecias, na MERDA JÁ NÓS ESTAMOS À TEMPO DE MAIS, desde pessoas a ganharem ordenados de miséria, deslocação de multinacionais do nosso interior para países do leste ( que tudo lhes demos, desde isenção de taxas como água e impostos, a ajudas da União Europeia), aos nosso idosos e casais jovens a passarem FOME, sim FOME, por causa das elevadas taxas de endividamento, e do aumento dos preços dos bens essenciais. Passando pela usurpação e má aplicação dos dinheiros provenientes dos nossos impostos, em obras e investimentos que nada vão desenvolver o nosso país. Passando pelos boys que vão continuando a encher à zurrapa o défice de estado, bem como as tropelias de má gestão e compadrio corrupto que tanto é caracterizado o nosso aparelho de Estado. A CRISE JÁ EXISTE À MUITO TEMPO EM PORTUGAL, não é com perdas na bolsa e ajudas aos pobrezinhos dos Bancos, que esta se resolve, se o Estado quer intervir que apoie as famílias, no acesso à EDUCAÇÃO, SAÚDE, E CRIAÇÃO DE EMPREGO, no apoio às empresas, e que seja justo aplicar os impostos no bem do nosso país, NO ENTANTO ISSO É UTÓPICO NO PORTUGAL DE HOJE....

terça-feira, setembro 30, 2008

Crise é só para alguns!!! Os Politicos é que são espertos.....



"A vereadora do PS responsável Acção Social da Câmara de Lisboa, que até ao final do ano passado pagava 146 euros de renda à autarquia por uma casa de duas assoalhadas no centro da cidade, na Rua do Salitre, tem uma reforma de cerca de 3350 euros.

Ana Sara Brito deu ontem uma conferência de imprensa para explicar uma situação que durou 20 anos e que "nunca pôs em causa" os seus "valores éticos". É por isso que não se demite: "Continuarei, apesar de alguns não o desejarem, com a mesma determinação, a trabalhar de acordo com o programa eleitoral."

Sem esclarecer todos os aspectos da questão, a autarca explicou que quando tentou alugar a casa, em 1987 - era então vereadora da Acção Social pela primeira vez -, percebeu que o seu proprietário, um privado, tinha problemas com o município que o impediam de o fazer. "Apresentei a situação a Abecasis", o então presidente da câmara, que, actuando como se o imóvel pertencesse ao município, lho arrendou. Como? Porquê? Sara Brito invocou motivos "pessoais" para não responder, não tendo também esclarecido que tipo de problema deu à autarquia o direito de se tornar senhoria de um imóvel que pertencia a um particular.

Questionada sobre se tinha necessidade da casa há 20 anos, era então enfermeira de profissão além de vereadora, respondeu que sim. E 20 anos depois, quando auferia uma pensão que, segundo a declaração de rendimentos que entregou em 2006 no Tribunal Constitucional, se eleva aos 46.883 euros anuais, ainda tinha necessidade de uma renda camarária de 146 euros? "Não era uma casa de habitação social", repetiu várias vezes. O imóvel integrava-se no património disperso do município, até hoje gerido com critérios discricionários. A renda, inicialmente inferior aos 146 euros, foi sendo aumentada de acordo com a lei até chegar a este montante, "A casa foi-me atribuída legalmente. O contrato de arrendamento era legal", disse Sara Brito.

Para evitar que estes e outros casos do género se repitam, a Câmara de Lisboa promete ser mais rigorosa daqui em diante na entrega de casas. Também presente na conferência de imprensa, o presidente da autarquia, António Costa, fez questão de referir que todos os escândalos sobre a matéria vindos até agora a público se referem a habitações atribuídas em mandatos anteriores ao seu. E que desde que começou a governar o município os critérios de entrega de casa sempre foram objectivos: quando os habitantes se encontram em prédios municipais a ameaçar ruína, quando têm problemas de saúde graves comprovados e várias outras condições.

Recordando que as autoridades estão na câmara a investigar vários destes processos, António Costa anunciou que pediu à Comissão Nacional de Protecção de Dados para divulgar a lista do património disperso do município, renda e nome do inquilino."
- In Público on line de 30 de Setembro de 2008.

Por este andar um dia estaram à porta da Segurança Social a pedir rendimento minimo...
Mais uma vez esta gente anda a brincar com os portugueses, que andam cegos pois o SISTEMA nos vai entretendo com o futebol, e outras tretas da verdade do casal que gosta de orgias...
Enfim, e esta gente lá vai passando na crista da onda, os ensinamentos aos boys do nosso sistema.
Eles sim são os verdadeiros espertos, ótarios são todos aqueles que andam a pagar taxas de juros brutais aos bancos para terem onde viver....

IX Jornada de Investimento no Interior: Estalagem do Guadiana em Alcoutim!!


Estalagem situada nas margens do Guadiana, a fazer lembrar um monte rural, num cenário de grande beleza e paz. Dispõe de um amplo terraço panorâmico, onde são servidas as refeições. Clássico e intemporal, apresenta-se como uma incontornável opção rural no coração do Algarve.

Acima do romântico Rio Guadiana e mesmo em frente a Sanlucar, em Espanha, Alcoutim é uma das vilas mais bonitas e melhor preservadas do histórico e original Algarve.
Alcoutim está no Nordeste Algarvio, a 35 km da Via do Infante (saída para V. Real Stº António) assim como de Mértola, no Alentejo.

Com vista para o Rio Guadiana, com magníficos jardins e perto do centro da vila, a Estalagem do Guadiana tem quartos disponíveis com varanda, casa de banho, ar condicionado, televisão por satélite, telefone, Restaurante de cozinha regional e Bar.

Quartos: 31. Rede Hoteleira: Barata Hotel Group.

Contactos: 281540120
URL
www.grupofbarata.com

sábado, setembro 20, 2008

A Impunidade Parlamentar, o alimento da CORRUPÇÃO PORTUGUESA!!!



"Processo. Pedro Santana Lopes vai ser constituído arguido por suspeita de crime de abuso de poder num caso de atribuição de habitações sociais na Câmara Municipal de Lisboa. Com Santana serão ainda constituídos arguidos os deputados Miguel Almeida e Helena Lopes da Costa, que passaram pela CML

Mulher de Durão Barroso ouvida na Polícia Judiciária

Pedro Santana Lopes vai ser constituído arguido por suspeita de abuso de poder num processo sobre atribuição de habitação social por parte da Câmara Municipal de Lisboa. O caso remonta ao período em que Santana Lopes era presidente da CML (entre 2002 e 2004) e envolve ainda a sua ex-vereadora da Acção Social e Habitação Social, Helena Lopes da Costa, e o seu antigo chefe de gabinete, Miguel Almeida. Estes dois deputados do PSD serão constituídos arguidos por suspeita de corrupção e de falsificação de assinatura de funcionário.

Ao DN, Santana Lopes afirma: "Confirmo isso, mas não faço comentários sobre processos que estão em curso na Justiça. Ainda não fui ouvido sobre nada". Confrontada com a mesma informação, Helena Lopes da Costa diz que ainda não foi constituída arguida formalmente e que nem sequer conhece o processo. "Se essa questão se vier a colocar, então falarei no local próprio", diz a deputada do PSD. Questionada sobre se o processo 3712/07 tem a ver com a atribuição de casas de habitação social, a ex-vereadora afirma taxativamente: "Não fui ainda constituída arguida, mas digo-lhe já que não conheço as pessoas que ficavam com as casas que atribuía no estrito uso das minhas competências. Não as dei a familiares, amigos ou conhecidos, mas a pessoas que precisavam".

Miguel Almeida, que também confirmou ao DN a sua constituição como arguido neste processo, não se lembra de nenhuma situação que possa ter desencadeado o caso. Tanto Santana Lopes, como Miguel Almeida e Helena Lopes da Costa foram notificados no fim de Julho, mas como gozam de imunidade parlamentar, o assunto foi analisado na Comissão de Ética da Assembleia da República, presidida por José Matos Correia. Ontem mesmo, no fim do plenário da AR, Miguel Almeida e Helena Lopes da Costa foram autorizados a responder ao processo por escrito. O levantamento da imunidade parlamentar de Santana só será analisado no próximo dia 24, conforme confirmaram Matos Correia e Feliciano Barreiras Duarte, relator do processo na comissão.

Apesar de não se conhecer ainda que casos de atribuição de habitações estarão em causa, o DN sabe que Margarida Sousa Uva, mulher de José Manuel Durão Barroso, foi ouvida na Polícia Judiciária, em Lisboa, no âmbito deste processo. A mulher do presidente da Comissão Europeia prestou declarações na condição de testemunha arrolada pelo Ministério Público.

Segundo fontes ligadas ao processo, Margarida Sousa Uva terá intercedido junto de membros do executivo da CML no sentido de tentar arranjar uma casa de habitação social para uma mulher (cujo nome próprio começa por A) com três filhos doentes. Esta mulher, com graves dificuldades económicas vivia perto da paróquia que Margarida Sousa Uva frequentava, na zona do Campo Grande/Alvalade. O DN contactou o gabinete de Durão Barroso para chegar à fala com Margarida Sousa Uva, mas não obteve resposta.

Outro dos casos que poderá estar a ser investigado, segundo as mesmas fontes, é a atribuição de casas a dois ex-motoristas de Santana Lopes, à cantora Anita Guerreiro (do êxito "Cheira Bem, Cheira a Lisboa"), à secretária pessoal da falecida Amália Rodrigues ou a uma directora da Segurança Social da Região de Lisboa e Vale do Tejo.

No caso dos motoristas, dizem fontes do executivo da época, tratavam-se de dois funcionários da autarquia que "moravam longe e que chegavam a casa depois da uma da manhã", tendo Santana Lopes decidido atribuir-lhes uma habitação por um período determinado. As outras situações, dizem, foram alvo de análise "pelos serviços competentes e que podiam, mais tarde e com outro poder político, ter sido revogadas".

O presidente da câmara de então e a vereadora usaram o Regulamento de Atribuição de Fogos da CML e o poder discricionário de que dispunham para fazer face a situações especiais. Com os poderes, faziam cedências precárias e atribuições provisórias, mas todas as pessoas teriam que fazer prova da situação nos serviços da CML. Helena Lopes da Costa constituiu João Nabais como seu advogado para este caso."- In Diário de Noticias de 20 de Setembro de 2008.


VS


"Pedro Passos Coelho afirmou este sábado, em Lisboa, que Santana Lopes é “um nome forte” para se apresentar como candidato do PSD às eleições autárquicas de Lisboa.


“É um nome forte com certeza. Já foi primeiro-ministro, presidente do PSD, não é um nome qualquer”, afirmou o social-democrata, ressalvando, no entanto, que essa decisão “respeita à distrital do PSD de Lisboa e à líder do partido”, Manuela Ferreira Leite.

Santana Lopes admitiu esta semana estar a ponderar se pode ser candidato às eleições autárquicas de 2009 devido à sua vida profissional, mas não revelou nenhuma autarquia em particular. O semanário ‘Sol’ escreve na sua edição de hoje que a direcção do PSD está disposta a apoiar o ex-presidente da Câmara Municipal de Lisboa se a candidatura se confirmar.

Depois de ter disputado as eleições internas do PSD com Manuela Ferreira Leite, Santana Lopes e Patinha Antão, Passos Coelho rejeitou ser candidato às eleições autárquicas. “Não está no meu horizonte ser candidato a presidente de câmara nestas eleições. Estarei disponível para ser novamente candidato à Assembleia Municipal de Vila Real”, disse."- IN Correio da Manhã de 20 de Setembro de 2008 .


Só mesmo em Portugal é que os CORRUPTOS SE AJUDAM UNS AOS OUTROS, ainda por cima pessoas titulares de cargos públicos... Mas o português gosta, pois ainda existem palermas que acham que lhes lambem as botas como ninguém, e votam nele.
Para além do mais, a esperança das politicas nacionais, nem sequer têm carácter moral, idoneidade, conhecimento real da vida a respeito dos problemas que realmente afectam os portugueses.
Pois estes senhores, têm telhados de vidros, mas aproveitam - se da ignorância do povo português para viverem que nem Reis.

sábado, setembro 13, 2008

O Lobbie Silêncioso.

Num país cada vez mais ofuscado por notícias pré - feitas, onde os criminosos agem impunemente com o nova lei penal, onde o futebol é rei (mas pouco), onde a justiça é só dos deputados do parlamento e onde a politica é corrupta, mesquinha e proveniente do Estado Novo, mas disfarçada de democracia participativa,
Chegamos a uma conclusão estamos ingovernáveis, desde a propaganda politica por parte de quem está no poder ao clima de insegurança que se vive nos subúrbios das grandes cidades.
O fosso aumenta e as disparidades sociais estão a atingir níveis gritantes, aliado ao crescente desemprego por parte de quem se licencia em cursos de encher os bolsos e o prestigio de uma elite cada vez mais senhora do seu meio e que condiciona o resto da sociedade, OS MEIOS UNIVERSITÁRIOS, E QUEM LÁ ENSINA.
Em vez de evoluirmos numa sociedade competitiva, justa e livre continuamos a apaigiar os velhos do restelo do nosso sistema, são de eles que parte as premissas do conhecimento, no entanto apenas tranmitem cá para fora a informação que o sistema por eles criado e implatado lhes convém...
Os resultados estão aí!!!!

domingo, agosto 31, 2008

VIII Jornada: "Livraria Vemos, Ouvimos, e Lemos" em Serpa.


Situada no centro da vila de Serpa, é uma livraria generalista que organiza regularmente eventos e iniciativas, nomeadamente dirigidas ao público infantil, como leitura de contos e exposições.
Propriedade do cartoonista Luís Afonso,(A Bola) possui boa diversidade de títulos. Tem jornais, café e gastronomia tradicional de Serpa.
URL: http://vemosouvimoselemos.blogspot.com/
Morada: Largo 5 de Outubro, 7
7830-325 SERPA
Distrito: Beja
Concelho: Serpa
Freguesia: Salvador

terça-feira, agosto 12, 2008

Somos Uma República de Bananas: Dividas das Autarquias!!!


"As câmaras de Lisboa e Santarém foram as únicas a eliminar a totalidade do excesso de endividamento permitido em 2007, sendo ordenada a devolução à autarquia lisboeta de cerca de 350 mil euros retidos em 2006, escreve a Lusa.

A autarquia liderada por António Costa eliminou, em cem por cento, os 67,9 milhões de euros de excesso de endividamento. Por essa razão, o município liderado por António Costa irá receber 349,3 mil euros, que lhe tinham sido descontados nas transferências do Orçamento de Estado.

O despacho conjunto da Presidência do Conselho de Ministros e do Ministério das Finanças e da Administração Pública indicou ainda que os municípios de Castelo de Paiva, Guarda, Nazaré, Torres Novas, Trancoso, Vila Nova de Gaia e Vila Nova de Poiares reduziram em mais de 20 por cento o excesso de endividamento, cessando assim a redução de 10 por cento prevista nas transferências.

De uma lista de 19 municípios apenas a autarquia lisboeta tem já confirmada a devolução do montante retido, enquanto no caso da Câmara Municipal de Santarém, a devolução do montante correspondente aos 10 por cento das transferências do Fundo de Equilíbrio Financeiro (FEF), retido no âmbito do limite de endividamento permitido pela lei do orçamento, está condicionada à prestação de esclarecimentos sobre as contas da autarquia.

Os municípios de Carrazeda de Ansiães, Fornos de Algodres, Mangualde, Mondim de Basto, Santa Comba Dão, São Pedro Sul e Vouzela mantiveram o excesso de endividamento e consequentemente serão mantidas as deduções mensais de 10 por cento do FEF.

O apuramento do endividamento líquido municipal relativo a 2007 apurou ainda que os municípios de Ansião, Lourinhã e Ourique reduziram entre 10 a 20 por cento o endividamento permitido.

Carrazeda de Ansiães foi o município cuja variação do excesso de endividamento líquido registou maior percentagem (375,5 por cento), enquanto que no médio e longo prazo foi Santa Comba Dão com 35 pontos percentuais de aumento do endividamento."
- Díario Digital de 12 de Agosto de 2008.

Pois é o maior usurpador de fundos públicos provenientes do suor dos nossos impostos, continuam a ser as autarquias, (boys, compadres, tachos, e corrupção com o sector da construção civil), umas das causas do nosso atraso ao nível de politicas económicas.
Aliado ao facto de quem comanda as autarquias endividadas, são autarcas de zonas deprimidas, e não conseguem atrair emprego e não conseguem reter a sangria de população jovem.
Assim, o nosso país pode continuar a sonhar com melhores dias, com esta classe politica, politica económica desastrosas e consequentemente aumento das desigualdades sociais, estaremos bem na cauda da Europa.

quarta-feira, julho 30, 2008

CGD = Tachos, Compadres e Afilhados!!!!


Despesas de manutenção de Contas à Ordem na CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS:
Contas com saldo médio trimestral
< 500 euros (4) 12,50 4% 13,00
>= 500 euros e < 1.000 euros (4) 6,73 4% 7,00
>= 1.000 euros e < 1.500 euros (4) 4,81 4% 5,00
>= 1.500 euros Grátis - Grátis

Transcrição das despesas de manutenção do chamado banco do ESTADO!
O que deveria ter uma missão de serviço público pois existem milhares de idosos, e de pensionistas em Portugal que recebem a pensão por este banco, dá que pensar até onde estes chulos denegriram uma das instituições que maior credibilidade mereceu por parte dos portugueses!!!!

terça-feira, julho 29, 2008

VII - Jornada: Museu do Pão em Seia


O Museu do Pão é um complexo museológico privado onde se exibem e preservam as tradições, história e arte do pão português.

Em mais de 3.500m² o visitante encontra uma gama de actividades destinadas à cultura, pedagogia e lazer.

Através de quatro salas expositivas e de vários outros espaços do complexo museológico, poderá conhecer os antigos saberes e sabores da terra portuguesa.

Como chegar ao Museu do Pão:
Do centro de Seia (Fonte das Quatro Bicas) seguir pela estrada do Sabugueiro. A seguir ao Hospital de Seia, virar na primeira rua à esquerda, seguindo a indicação dos painéis.


As salas expositivas têm acesso para deficientes motores.

domingo, julho 20, 2008

A Quinta da Fonte em Loures! Mais um erro urbano e Social!!!

Raro é o Verão de alguns anos para cá, em que os bairros sociais existentes nas grandes áreas metropolitanas, não entopem os serviços informativos pelas piores noticias.
O problema é sobejamente conhecido desde o fim dos anos 80, com os programas de eliminação de barracas, e a criação de guetos onde se mistura diferentes etnias e grupos étnicos provenientes das ex - colónias.
Na altura transmitiu - se a ideia de que o fim das chamadas barracas e a colocação das respectivas populações em barracas se resolveria o problema da delinquência, desemprego, insegurança, e EXCLUSÃO SOCIAL.
Para o efeito, a criação de ilhas dentro dos aglomerados urbanos, os chamados guetos urbanos, afastados e isolados do resto da população ao jeito nazi, de como se tratasse de campos de concentração.
Agora estamos a colher o que andaram a semear durante anos de MAU URBANISMO, total desrespeito pelas etnias ao nível da sua cultura, acesso à instrução ao emprego mas essencialmente à sua inserção na sociedade.
Mas enfim, no bocejo popular "entre pretos e ciganos eles que se entendam", e assim anda o nosso país em tempo de mais uma época de veraneio.
Pois na opinião da classe politica responsável, por esta situação, tudo se resolve com a presença da policia....

sexta-feira, julho 04, 2008

Só metem ÁGUA os boys e tachos deste país!!!!


"Um novelo de problemas nas Águas de Portugal


O julgamento severo do Tribunal de Contas sobre o estado dos negócios das Águas de Portugal (AdP) e suas concessionadas aponta para um novelo de problemas e de actuações contraditórias que conduziram a um défice de 50 milhões de euros no exercício de 2006.

Investimentos desastrosos no estrangeiro, contratos de concessão com uma taxa de incumprimento de 53%, serviços partilhados no pagamento, mas inexistentes no terreno, política de prémios de incentivo da produtividade sem nexo e sem conexão com os resultados negativos registados.

Eis um ramalhete de práticas empresariais que denuncia o alto teor político de uma gestão quando é um bem público de primeira necessidade que está em jogo.

Os preços subsidiados desse bem levam a um encadeado de decisões de gestão, que, com alto grau de probabilidade, não seriam tomadas se a gestão se medisse pelo resultado líquido alcançado.

Das duas, uma: ou se opta pela venda a privados deste bem precioso, o que levaria pela certa ao aumento generalizado do seu preço, obrigando a medidas sociais correctivas, de apoio aos mais necessitados; ou se reestrutura esta galáxia de empresas, que flagrantemente serve melhor as suas estruturas de gestão do que os consumidores em geral, de forma a que se torne empresarialmente viável, melhorando a qualidade do serviço prestado ao menor preço possível, sem que o móbil do lucro empresarial seja chamado a pôr ordem num evidente desnorte." - Editorial do Diário de Noticias de 5 de julho de 2008.

Estado magro para todos» Uma nova ideia de LIBERALISMO!!



Na Foto Adam Smith, um dos teóricos do liberalismo.

Pela primeira vez aqui no meu blog, vou defender uma ideologia politica, existente, apenas porque acredito que esta pode ditar, o fim da corrupção elitista, e desrespeitosa que existe no panorama português.
A meu ver o estado, é um peso responsável pela crise que afecta os portugueses ao nível da sua confiança na economia e na sociedade.
Ele cobra impostos, não os aplica de forma a proporcionar bem estar à sua população, e é responsável pela asfixia económica de muitas empresas, nomeadamente as micro - empresas e pequenas empresas.
Depois cria códigos de trabalho, da idade média, para defender os grandes interesses económicos que se alimentam de mão de obra, pouco instruída, mal paga e explorada, para não falar que muitos destes grandes grupos económicos de portugueses nada têm, que estimulem o real panorama produtivo português, em muitos casos muitas não pagam impostos por deliberação do ESTADO, não criam acções de formação profissional entre os seus quadros, não estimulam e dinamizam o produto português por forma a este ser competitivo, e no fim ainda fogem de Portugal, quando encontram economias onde se pratica salários mais baixos.
A meu ver o país têm muito a ganhar, com a criação de condições para o investimento produtivo português, em micro - dimensão, com altos quadros qualificados, dinâmicos e inovadores, mas essencialmente A NÃO INTERVENÇÃO DO ESTADO NESTAS EMPRESAS A NÍVEL FISCAL, nos propósitos em que este se apresenta, que reduza o IVA às micro empresas, que não as sobrecarregue de licenças e taxas que apenas servem para alimentar os tachos e boys deste monstro que é o ESTADO.
Sim, o país a meu ver necessita do LIBERALISMO, na verdadeira acepção da economia para as pequenas empresas que queiram criar um tecido produtivo capaz de fazer face aos desafios de futuro.
O estado que nos crie uma saúde ao nível do Luxemburgo, e que aposte na educação como a Irlanda, que mande os corruptos que nos atrofiam economicamente com a "hipocrisia do apertar do cinto", para trabalhos comunitários, nas fossas de Portugal.
Que as grandes empresas nacionais, possam crescer com as mesmas condições fiscais, que crescem na Itália, que apesar da eterna instabilidade governativa a economia sempre soube servir a população com excepção da Secilia ( por razões criminais).
Que as porcarias das multinacionais que vão para a p.... que pariu, que a meu ver só trazem prejuizos, e são beneficiadas de forma injusta pelo MONSTRO ESTADO PORTUGUÊS em nome do combate ao desemprego que este em muito contribui para o criar.
E por fim que a acção de pagar impostos seja, um dever civico e moral de bem comum, mas que estes não asfixiem os portugueses, e sejam APLICADOS NAS NECESSIDADES REAIS PORTUGUESAS.

sexta-feira, junho 27, 2008

6º Jornada de Investimento pelo Interior: Lar Residencial Sol em S.Pedro de France, perto de Viseu.


Apesar de achar que as familias que tomam conta dos seus idosos, deveriam ter uma compensação fiscal, e apoios economicos, a jornada pelo interior este mês, leva - nos a S. Pedro de France, perto de Viseu, onde se encontra um lar de idosos, que oferece um serviço digno a quem ele recorre.
Contactos e mais informações:
Caracavelos - São Pedro de France
3505-340 Viseu
Site:
http://www.larresidencialsol.com

geral@larresidencialsol.com

sábado, junho 21, 2008

Ser Profissional » O Caminho do Sucesso!!!!



No rescaldo de mais um Europeu onde, os portugueses levaram com uma lavagem ao cérebro por parte da comunicação social, a respeito da selecção portuguesa de futebol, importa reter:
- A mania da grandeza e de sermos melhores que os outros, dá merda, tivemos esse exemplo na história com as manias de El - Rei D. Sebastião.

- Portugal, apoiou um naipe de jogadores que muitos deles não estavam no seu melhor momento de forma, passando pelo FRANGUEIRO RICARDO, Paulo Ferreira, Petit, e outros como Miguel.

- Mas essencialmente, devemos analisar duas situações: a falta de profissionalismo por parte da nossa comitiva em muitas situações, como compras idas a Barcelona, e conferências com a imprensa a gozar com a intelectualidade de cada um, já para não falar do anúncio da ida do seleccionador para um colosso europeu.
Por essas e por outras é que a nossa falta de profissionalismo, reflecte - se também na nossa sociedade, a nível económico e social.
Por não sermos ambiciosos, e não termos exigência é que vemos os outros países a passarem nos à frente NA EDUCAÇÃO, INVESTIMENTO, GOVERNABILIDADE, SAÚDE, E AUMENTO DAS DESIGUALDADES SOCIAIS.

Da mesma forma que vibramos a ver a equipa de todos nós, e exigimos uma melhor representação, devemos ser exigentes para com nós mesmos.

P.S. Já agora não guardem as bandeiras deixem nas penduradas nas janelas de Portugal, que sejam elas, o mote do nosso PROFISSIONALISMO!!!!!!!

segunda-feira, junho 09, 2008

A Bandeira do Racismo por Parte do Bloco de Esquerda!!!!

"O Bloco de Esquerda exigiu esta segunda-feira que o Presidente da República esclareça o que entende ser «o espírito do feriado» do 10 de Junho, após ter-se referido ao Dia de Portugal como «o dia da raça».

Em comunicado, o BE manifestou «perplexidade» com o facto de Cavaco Silva ter-se referido ao Dia de Portugal como o «dia da raça», considerando que o Presidente da República recuperou «terminologia racista e segregadora do Estado Novo».

«Hoje eu tenho que sublinhar, acima de tudo, a raça, o dia da raça, o dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas», afirmou o Presidente da República, após ser questionado pelos jornalistas sobre a paralisação dos camionistas.

«Só quero comemorar o Dia da Raça, de Portugal e das Comunidades»

Cavaco Silva falava no final da inauguração de uma exposição colectiva de artistas plásticos portugueses radicados no estrangeiro, um acto inserido nas comemorações do 10 de Junho.

«É incompreensível que o mais alto representante da República veicule publicamente a pior imagética do anterior regime, insistindo na existência de um suposto atributo rácico comum à cidadania nacional que merece ser exaltado na sua superioridade», afirmou o BE.

Esclarecer afirmações

Para o BE, Cavaco Silva «tem o dever, perante todos os portugueses, de esclarecer as suas afirmações e sobre o que entende ser o espírito do feriado nacional de 10 de Junho».

A designação oficial do 10 de Junho é, actualmente, Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas. A designação «dia da raça» era utilizada durante o Estado Novo." - In Google News de 9 de Junho de 2008.

Nunca gostei do Professor Cavaco, acho que foi dos piores primeiros ministros de sempre, responsável pelo nosso atraso em relação à Irlanda, e por muitas outras coisas.
Do Dr. Louçã, dizem que é um excelente economista, e brilhante cérebro da nossa intelectualidade lusa.
Agora aproveitamento politico por causa de uma frase!!! Em nome do quê??? Será que o Dr. Bloco de Esquerda vai resolver os problemas dos imigrantes do nosso país, será que partilharia com estes os transportes públicos??? Lhes daria emprego???? Os integraria sem ser em bairros sociais????
Ou apenas falou porque, tudo o que se relaciona com o Estado Novo é fascista, derrubemos, a ponte 25 de Abril, o viaduto Duarte Pacheco, O INE, o Instituto Superior Técnico, e outros símbolos do Estado Novo.
Tudo evolui, Salazar e o Estado Novo fazem parte da história, que se aprenda com os seus erros, que se evolua em direacção a uma sociedade mais justa, onde se respeite o direito à diferença....
Já agora alguém se lembra do nº de acessores do DR. Sá Fernandes na Câmara de Lisboa, será que existia algum imigrante entre os seus quadros?????

A nossa Bandeira = Desenvolvimento Económico e Social!!!


Da mesma forma que apoiamos uma selecção de futebol, com todo o nosso patriotismo, e vigor.
Também devemos ser assim, na iniciativa, conhecimento, inovação económica.
Na justiça, na melhoria da saúde, na diminuição do fosso entre ricos e pobres.
No fim dos lobbies partidários, na renovação da classe politica vigente.
Na diminuição das assimetrias entre litoral e interior.
Será que seremos capazes????
Enquanto a euforia do EURO 2008, durar devemos para além de apoiar a selecção deveríamos também encontrar a mesma mobilidade cívica em torno destas questões.

sexta-feira, maio 30, 2008

V Jornada pelo investimento no interior: A Quinta de Pêro Martins em Figueira de Castelo Rodrigo


A Quinta Pêro Martins é um espaço de turismo rural em Figueira Castelo Rodrigo.
Um espaço moderno num mundo rural onde poderá desfrutar das magníficas paisagens e do sossego característicos da região.
Este projecto pretendeu adaptar uma habitação rural beirã a unidade de turismo em espaço rural – turismo rural – chamada Quinta de Pêro Martins, numa aldeia do concelho de Figueira de Castelo Rodrigo, Quintã de Pêro Martins. Pretendeu-se ao mesmo tempo conservar os aspectos mais marcantes e interessantes do núcleo de arquitectura rural e prestar aos hóspedes um serviço de qualidade, com conforto, comodidade e diversidade de actividades de animação turística.

Mais informações e Contactos em http://www.quintaperomartins.com

domingo, maio 25, 2008

Combustiveis a dependência do sistema!!!!


"A Galp subiu este fim-de-semana, pela 18ª vez, o preço dos combustíveis. A Associação Nacional dos Revendedores de Combustíveis (ANAREC) admite fazer um abaixo-assinado a pedir a intervenção do Presidente da República na escalada dos preços. A BP não segue, para já, a subida.




"Se o Presidente já está sensibilizado para o problema e ouviu o secretário-geral da OPEP dizer que o negócio está maluco, que não há falta de petróleo e que não se justificam preços destes – fruto da desvalorização do dólar e da especulação –, temos de pedir a alguém com estatuto moral reconhecido pelos portugueses que ponha cobro a isto", diz Augusto Cymbron, presidente da ANAREC. "Em vez de as pessoas promoverem um boicote às petrolíferas [BP, Galp e Repsol], que vai apenas prejudicar os revendedores, devem pedir a intervenção do Presidente da República", afirma Cymbron, adiantando que poderá ser a própria ANAREC a "abrir na internet o abaixo-assinado".

Para a ANAREC, Cavaco Silva pode pedir "bom senso" a quem tem responsabilidades, entre os quais "o ministro das Finanças, o ministro da Economia e o presidente da Galp", Ferreira de Oliveira.

"Estarmos a falar de 130 e 135 dólares por barril é pura especulação, é enganar os contribuintes e temos de dizer basta", adianta.

Recorde-se que o Governo pediu um estudo à Autoridade da Concorrência para verificar se existe cartelização no sector. As conclusões serão enviadas ao Parlamento no final do mês.

ENGANO DA GALP CONFIRMA-SE

Na última semana, um e-mail interno confirmava a subida do preço dos combustíveis da Galp. No dia seguinte, apesar de a informação ter sido encaminhada a alguns revendedores, a empresa veio prontamente desmentir o aumento, justificando o erro como uma "falha de comunicação".

Este fim-de-semana, a Galp acabou por aplicar na prática aquilo a que, 48 horas antes, apelidou de "engano" e concretizou a 18º subida no preço dos combustíveis: o litro da gasolina 95 custa agora 1,49 euros e o da 98, 1,63. O gasóleo, com um aumento de 3 cêntimos, chega aos 1,41 euros.

À LUPA

SUBIDA MANTÉM-SE

A maioria dos analistas contactados pela Bloomberg acredita que o preço do barril de petróleo vai continuar a subir até ao final do mês.

APELO AO BOICOTE

O e-mail e os SMS têm sido a forma de protesto escolhida pelos consumidores contra a subida de preços. A mensagem é simples: o apelo para que ninguém abasteça na Galp, BP e Repsol.

BARRIL BATE MÁXIMOS

Na última semana, o preço do barril de petróleo ultrapassou a barreira dos 135 dólares em Nova Iorque e os 134 dólares em Londres.

FECHO DE POSTOS

O presidente da Galp, Ferreira de Oliveira, já admitiu a possibilidade virem a ocorrer fechos de postos de abastecimento se se mantiverem as subidas de preços." IN Coreio da Manhã de 24 de Maio de 2008.

Todo o português gosta de andar de automóvel, esse facto é inegável, faz parte do nossa cultura nos exibirmos e de nos mostrarmos na estrada, quer pela aparência do nosso automóvel, quer pela cilindrada, é algo que faz parte da nossa cultura. Proveniente de gerações anteriores, ao nível de tradição e costume que tanto caracteriza o povo luso.
Apesar de não PRODUZIRMOS PETRÓLEO, E DE NÃO POSSUIRMOS TECNOLOGIA AO NÍVEL DE MOTORES DE COMBUSTÃO QUE SE MOVAM A UM COMBUSTÍVEL ALTERNATIVO, os automóveis da nossa praça à beira mar plantados, continuam a ser um meio previligiado nos grandes centros urbanos de movimentos pendulares de casa para o trabalho.
Em detrimento do transporte público.
Existem várias razões para esse facto, as mais apontadas pela população são:
- Falta de articulação entre os transportes públicos
- Preço do passe social
- Horários e trajectos desadequados com as reais necessidades dos utentes
- Segurança dos mesmos
- aliado à eterna mentalidade que o transporte público é apenas usado pelas classes menos abastadas.
- Já agora o facto de muitos pápás da nossa praça levarem os seus filhos de carro para o infantário e escola, por razões de facilidade de gestão do seu dia a dia

No meu entender tudo isto são DESCULPAS, PROVENIENTE DE UM POVO POUCO INSTRUÍDO, BACOCO AO NÍVEL DO ETERNO PROVINCIANISMO QUE TANTO CARACTERIZOU OS MEIOS RURAIS PORTUGUESES.
Também concordo que os os transportes públicos, podem e devem ser melhorados, ao nível da segurança pública, e de adaptação dos mesmos às reais necessidades dos utentes, no entanto cabe a nós utentes criar movimentos cívicos em torno dos mesmos, sempre acreditei que a UNIÃO FAZ A FORÇA!
Pois do mesmo modo que se cria um movimentos por forma a não usar determinadas gasolineiras, pode se criar formas de mostrar aos operadores dos transportes públicos o nosso descontentamento em relação a muitos aspectos.
Será assim tão difícil????
Quanto ao aumento dos combustíveis, e ao tão falado diminuição do preço dos mesmos deixo algumas sugestões que creio que poderiam vir ajudar:
- Porque não os automóveis que gastem menos combustíveis, não pagarem Isp, esta medida poderia servir também para os ciclomotores e motociclos.
- Porque não adoptar a directiva 91/439/CE para que seja possível a condução de motociclos até 125CC por possuidores de carta de categoria B (ligeiros).
- Criar um passe social que seja de acordo com os rendimentos dos utentes passado pelo serviço de finanças (em vez de andarem apenas a penhorar as PME, deixando o peixe graúdo fazer o que lhes apetece, porque não fazerem algo de útil)
- Criação de comissões de utentes, de cada meio de transporte, com poder de decisão na estratégia a adoptar por parte de cada operador.
Todas estas medidas podem, resultar num menor efeito do aumento do preço do petróleo nas nossas carteiras e no próprio meio ambiente, resta saber se existe vontade cívica de querer mudar as coisas.......

sábado, maio 10, 2008

Bob Geldof - O exemplo de falar o que pensa!!!!!!




"Lisboa, 08 Mai (Lusa) - O empresário Joe Berardo considerou hoje, em declarações à agência Lusa, que Bob Geldof não sabe do que está a falar quando afirma que "Angola é um país gerido por criminosos".

O empresário garantiu à Lusa que não tem negócios naquele país africano, mas, no seu entender, o desenvolvimento económico e social dos últimos anos deve ser elogiado e apoiado.

"Geldof pode ter sido muito bom artista, mas revela uma grande ignorância quando fala sobre Angola", afirmou.

"Portugal deve apoiar Angola, um país que atravessa um processo de transição política e que caminha para a democracia plena", afirmou Joe Berardo, acrescentando mesmo que o futuro de Portugal e dos portugueses passa muito por África e por Angola em particular.

As críticas de Berardo resultam das afirmações do cantor Bob Geldof, numa conferência na terça-feira em Lisboa, promovida pelo Banco Espírito Santo e pelo semanário Expresso, segundo as quais Angola "é um país gerido por criminosos" e tem "das casas mais ricas do mundo", mesmo "mais caras" do que em Londres ou Nova Iorque.

O BES, refira-se, demarcou-se desde logo das afirmações de Geldof.

As ligações de Berardo a Angola têm, hoje, um nome: Millennium bcp, o maior banco privado português, do qual é um accionista de referência, assim como a Sonangol.

Sobre esta presença de Angola no capital do BCP, Berardo não tem dúvidas em afirmar que "a Sonangol é muito bem-vinda e que o BCP e o país beneficiam, e muito, deste investimento".

Portugal deve dar as boas-vindas ao capital angolano, como os angolanos têm dado as boas-vindas aos empresários portugueses, acrescentou.

O empresário reconheceu a existência de focos de corrupção e de pobreza em Angola, mas questionou: "E na China e na Índia ou mesmo nos Estados Unidos não há?".

Mais importante, disse, é avaliar o percurso de um país que saiu de uma guerra civil ainda há poucos anos e que é hoje uma das economias que apresenta maiores taxas de crescimento em todo o mundo.

"Este crescimento beneficia toda a população", enfatizou.

Sem fugir as questões sobre a governação e transparência do regime político angolano, liderado por José Eduardo dos Santos, Berardo considerou que um país com um desenvolvimento económico acelerado como o angolano, e com a sua história recente, precisa de uma liderança forte, sob pena de se pôr em causa o trabalho que está a ser feito.

Joe Berardo considerou que Angola não precisa do seu investimento financeiro. Prefere, antes, apoiar o desenvolvimento cultural do país e, neste contexto, afirmou à agência Lusa que está disponível para promover exposições e outras iniciativas culturais através da sua Fundação, que tem dezenas de peças de arte africanas."
In Lusa Noticias de 8 de Maio de 2008.

Quando um activista fala a verdade em frente a um poderoso grupo económico, demonstra por um lado coragem e falar o que muito boa gente pensa mas não diz.
Se por um lado, o petróleo e os diamantes ditam as regras da economia actual, e dos interesses instalados, o facto de o presidente angolano ser o 10º homem mais rico do mundo segundo a revista forbes, o que é um facto é que o povo Angolano, não vive ainda em condições de extrema dificuldade de sobrevivência.
Já agora Sr. Berardo, o seu conceito de desenvolvimento, é ERRADO, quando fala em desenvolvimento económico, fale da Suécia, Noruega, Luxemburgo, etc.
As suas declarações de desenvolvimento referem - se ao conceito de crescimento económico, pois a riqueza gerada em Angola através dos seus recursos não é distribuída de forma uniforme pela população, fica apenas com uma elite (politica, e de empresas multinacionais).
Leia de vez em quando, um pouco de cultura económica só lhe fica bem!!!!!!

domingo, abril 27, 2008

4º Jornadas pelo Interior: Maior central solar do mundo no Alentejo!!!



A maior central solar do mundo situa - se no concelho alentejano de Serpa, num investimento de 61 milhões de euros que irá permitir produzir energia "limpa" para a rede eléctrica nacional nos próximos 15 ano

A central solar Fotovoltaica de Serpa (Beja), no local da unidade, situada perto da freguesia de Brinches.

Piero dal Maso, da Catavento, empresa portuguesa de energias renováveis que desenvolveu e gere o projecto, explicou que a central entra em pleno funcionamento a partir de hoje, apesar de já estar a funcionar de forma experimental desde Janeiro.

"Desde 21 de Janeiro que estamos a produzir energia para a rede eléctrica nacional, mas de forma experimental para testar e optimizar o desempenho dos equipamentos", precisou, explicando que a electricidade está a ser injectada na linha de média tensão que abastece os concelhos de Beja, Moura e Serpa.

"A inauguração da central representa o culminar de anos de esforços administrativos e regulamentares na nossa estratégia de implementar um grande projecto solar em Portugal" referiu Piero Dal Maso, esperando que a central "demonstre que a energia solar fotovoltaica é uma promissora fonte de energia alternativa, que deveria estar livre de bloqueios".

Localizada numa área de 60 hectares, dos quais 32 estão cobertos por 52 mil painéis fotovoltaicos, a Central Solar Fotovoltaica de Serpa é a maior do mundo, dispondo de uma capacidade instalada de 11 megawatts, quase o dobro do que a actual maior central situada na Alemanha.

Sem custos de fuel ou emissões, a central vai produzir 20 gigawats/hora de energia por ano que, segundo Piero dal Maso, será suficiente para alimentar oito mil habitações e poupar mais de 30 mil toneladas em emissões de gases de efeito de estufa em comparação com uma produção equivalente a partir de combustíveis fósseis.

Com base numa tarifa de 0,31 euros por kilowatt/hora, Piero dal Maso acrescentou que a central irá vender energia à rede eléctrica nacional nos próximos 15 anos, contribuindo, desta forma, para "reforçar o compromisso de Portugal em apostar em energias renováveis limpas e fiáveis, como a solar".

Com um investimento total de 61 milhões de euros, a central envolveu cerca de 200 trabalhadores durante a construção, que decorreu entre Junho e o final de 2006, e vai criar cinco postos de trabalho permanentes.

Além da Catavento, a central envolve também a General Electrics (GE), financiadora do projecto e proprietária da central, e a Powerlight, empresa fornecedora mundial de sistemas de energia solar que vai operar e manter a central.

A central solar de Serpa, a primeira grande instalação do género a entrar em produção em Portugal, será a maior do mundo até à efectiva entrada em funcionamento da central fotovoltaica projectada para o concelho vizinho de Moura.

Esta central encontra - se a funcionar desde fevereiro de 2008.

quinta-feira, abril 17, 2008

A Justiça é cega??????


"Torres desafia tribunal e insulta procurador
Avelino Ferreira Torres foi igual a si mesmo no julgamento que ontem começou no Marco de Canaveses e onde é acusado de três crimes de abuso de poder, um de corrupção, outro de extorsão e um último de peculato.


Sem papas na língua, afrontou a juíza e pôs em causa a independência do Ministério Público. 'O senhor procurador é tendencioso', afirmou o ex-autarca quando pediu a palavra e depois de ter dito que não prestava declarações sobre as acusações. Foi de imediato advertido pela juíza, com quem trocou argumentos sobre quem tem autoridade no tribunal. 'Aqui, comigo o senhor não fala assim. Não vai tecer considerações pessoais sobre qualquer interveniente neste tribunal, incluindo o senhor procurador', avisou Teresa Silva. Avelino respondeu: 'Então tape-me a boca.' A juíza voltou a adverti-lo: 'Tapar a boca não é expressão que se use neste tribunal.'

Ferreira Torres reagiu e, de olhar cerrado sobreamagistrada, continuou: 'Não admito lições de moral quando sou mais velho do que a senhora.' O diálogo foi subindo de tom, com Teresa Silva a tentar que o arguido acatasse as advertências do tribunal para se manter em silêncio.

'A idade aqui não conta, senhor Avelino', disse, lembrando que no tribunal tem de se falar com correcção. 'Lá fora é que pode falar como entender', continuou a magistrada.

ADVOGADO DAS DUAS PARTES

O segundo momento do dia foi protagonizado por Assunção Aguiar, ex-chefe de gabinete de Avelino Torres e ex-acusada no mesmo processo. Agora é assistente e a sessão foi interrompida quando os juízes perceberam que a sua advogada também defendia Ferreira Torres.

Esta renunciou à defesa do autarca e ficou apenas com a assistente. Acabou por provocar nova interrupção da audiência quando teve uma crise de choro. Após a advogada lhe falaremJoséFaria,Assunção Aguiar disse que estava assustada e que a família da testemunha a tem ameaçado com telefonemas e abordagens na rua.

JUÍZA QUER TESTEMUNHA PROTEGIDA

JoaquimFaria, irmão da testemunha-chave que diz estar noBrasil e que estará a ser ameaçada por Ferreira Torres, entregou ontem um requerimento ao tribunal a pedir que o familiar fosse alvo de protecção judicial. A juíza avaliou o pedido e ontem mesmo, na abertura da audiência, garantiu que iria oficiar à Comissão de Protecção de Testemunhas para que avaliasse o caso. 'As acusações são de particular gravidade, porquanto a referida testemunha chega a dizer que indubitavelmente a partir desta data passará a correr risco de vida', referiu a magistrada que preside ao colectivo, pedindo tambémà Interpol que avalie sobre a veracidade das queixas e informe com carácter de urgência o tribunal.

'ACREDITO NA JUSTIÇA DE FAFE'

Faz o ‘V’ de vitória com os dedos e gesticula. Critica o atraso dos juízes e chama pelo ministro da Justiça para colocar ordem na casa. Anda para a frente e para trás e ri--se. Brinca e dispara directamente para o público, que entra rapidamente no jogo. Ferreira Torres está na sala de audiências, onde começará a ser julgado menos de uma hora depois, mas todos parecem achar legítima a forma irónica co-mo reage à Justiça portuguesa.

Os comentários visando o procurador, as acusações ao denunciante, as piadas directas a Joaquim Faria – que no exterior do tribunaldáumaconferênciade imprensa denunciando as agressõesaoirmão.Opúblicori-se eAvelinoTorresdizquedevem pensar que ele lhes vai pagar as dívidas.

O circo que começara no interior do tribunal continua. 'Já não há bilhetes', dispara o autarca sem pelouro em Amarante para os jornalistas que chegam atrasados e já não têm lugar na sala de audiências. 'Acredito na Justiça Divina. E na de Fafe, que é mais rápida', tinha dito momentos antes, num desafio claro ao tribunal que se preparava para o julgar.

Ninguém o cala, advogados e funcionários judiciais sorriem. Todos lhe acham graça e a maioria obedece-lhe. O momento alto, afinal, tinha acontecido pouco passava das 09h30. A funcionária tentava fazer a chamada para o julgamento mas a sua voz era suplan-tada pela de Ferreira Torres, que falava aos jornalistas. A funcionária pediu silêncio e o autarca não se conteve. 'Espere, que estamos a trabalhar!' A funcionária obedeceu. A chamada para o julgamento foi adiada para que Ferreira Torres terminasse as entrevistas.

OUTROS PROTAGONISTAS

'JÁ NÃO HÁ PACIÊNCIA': Gil Mendes | Denunciante deste e de outros processos

Gil Mendes é o denunciante deste e de outros inquéritos visando Ferreira Torres. Foi autarca em Ariz, uma freguesia do Marco, e acusou Torres de o ter agredido no gabinete. Esteve ontem no tribunal mas não foi ouvido. 'Já não há paciência', disse ao CM enquanto assistia aos ‘comícios’ do ex-presidente de câmara.

'AGORA NÃO PODE FALAR': Luísa Loureiro | Advogada de Ferreira Torres e de Assunção

Já durante a manhã a posição de Luísa Loureiro era dúbia. 'Agora ela não pode falar', explicava a advogada da assistente (legalmente um auxiliar do Ministério Público) ao arguido. À tarde percebeu-se o equívoco. Afinal, Luísa Loureiro defendia as duas partes, o que não é possível. Pode vir a responder na Ordem.

DE ARGUIDA A ASSISTENTE: Assunção Aguiar | Ex-chefe de gabinete de Ferreira Torres

Assunção Aguiar, ex-chefe de gabinete de Torres, foi acusada de um crime pelo Ministério Público. O juiz não a pronunciou e agora constituiu-se assistente. Ramísio Melhorado, procurador, alertou para as regras do Direito. O assistente é um auxiliar do Ministério Público, não um complemento da defesa do arguido.

NOTAS

NÃO CONHECE PROCESSOS

À juíza Torres diz desconhecer se tem outros processos pendentes.Depois lembra-se: há um no Marco e outro em Amarante.

GNR RI-SE DE INSULTOS

Torres passa por Gil Mendes e grita: 'Javardo!' Volta atrás e repete. O comandanteda GNR acha graça e ri-se.

DINHEIRO PARA O FUTEBOL

Um dos casos em julgamento envolve dois cheques dados por um empreiteiro em troca de um arruamento. Um foi para o futebol, outro para a conta de Torres

MANSÃO DE LUXO NO MARCO

Um dos processos em inquérito está relacionado com a suspeita de falsificação do PDM para que Torres conseguisse um elevado empréstimo para a sua casa

CHEQUES DA CÂMARA

A Acusação diz que Ferreira Torres aceitou endossos directos de cheques da autarquias dirigidos a empreiteiros para as suas contas particulares"

Manuela Teixeira/Tânia Laranjo - In Correio da Manha On Line.

Que justiça é esta onde é permitido tamanha falta de respeito às instiuições que supostamente deveriam ser crediveis e cegas em relação ao estatuto da pessoa que se está a julgar.
Um dia disseram: " Senhora esperta! A justiça usa uma venda!!!
Em Portugal não!!
Deixo o repto, se fosse eu cidadão comum a ter este comportamento, provavelmente seria preso por falta de respeito ao tribunal, mas enfim, não sou autarca......

sábado, abril 05, 2008

Multinacionais - A Utopia de Portugal!!!!!


"Num só dia, duas unidades fabris de componentes para automóveis anunciaram o despedimento colectivo de 900 trabalhadores. A Yazaki Saltano (cablagens) vai fechar a unidade de Vila Nova de Gaia, dispensando 400 colaboradores até ao fim deste mês, e a Delphi, em Ponte de Sor, vai mandar para a rua 500 operários, cuja saída está aprazada até Março de 2009.


Em ambos os casos, o anúncio foi feito ontem, durante a tarde, apanhando trabalhadores e representantes sindicais de surpresa. "Não é inocente que o comunicado se faça à sexta-feira à tarde. Isto é para evitar reacções", refere fonte do Sindicato das Indústrias Eléctricas do Norte.

No caso da multinacional americana Delphi, que produz componentes para automóveis (airbags, volantes, fechos de portas e apoios), o encerramento terá, segundo os sindicatos, um "forte impacto social na região". Em comunicado, a Delphi refere que a decisão foi tomada após uma revisão efectuada à situação da fábrica e respectivos produtos, e após várias tentativas sem sucesso de vender linhas de produto-não-chave.

A empresa diz ainda que está consciente dos problemas que o fecho da unidade criará na região e garante total disponibilidade para negociar com trabalhadores, fornecedores e clientes, o que deverá acontecer a partir de segunda-feira. Segundo o mesmo comunicado, a produção de airbags será deslocalizada para a Hungria.

Os 80 trabalhadores a contrato vão sair já no Verão, enquanto que até Março de 2009, será a vez dos 450 funcionários do quadro da empresa, que labora em Ponte de Sor desde 1980. "Esta situação vai trazer muitos problemas. Na fábrica a média de idades é de 48 anos e existem 45 casais. As pessoas vão para o desemprego e depois com estas idades quem é que arranja um trabalho?", questionaFrancisco Basílio,delegado do Sindicato da Indústrias Metalúrgicas e Afins e funcionário da empresa há 26 anos.

Paraterça-feira,pelas 14h00, está agendado um plenário de trabalhadores.

GOVERNO PROCURA SOLUÇÕES

"Estamos a trabalhar, há já algum tempo, em soluções", para a Delphi e Yazaki, assegurou ontem Basílio Horta, presidente da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), entidade tutelada pelo Ministério da Economia. Basílio Horta garante que o Governo "tudo fez" para evitar esta situação de despedimentos mas adiantou que "vão avançadas as negociações para encontrar compradores para a Delphi". O presidente da AICEP sublinhou ainda que nenhuma das duas empresas recebeu benefícios fiscais. "Se recebessem não se iam embora assim", salientou.

YAZAKI SALTANO JÁ AMEAÇA DESPEDIR DESDE 2005

A multinacional japonesa Yazaki Saltano atravessa há três anos uma profunda crise, ameaçando deslocalizar para Marrocos e Roménia. Depois de largas centenas de despedimentos faseados em Ovar, chegou agora a vez do fecho da unidade de Gaia. Segundo a empresa, a decisão deve-se "à conjuntura económica" e "ao fim da produção do modelo M59 para a Peugeot Partner/Citroën Berlingo". Quanto à unidade de Ovar, com 1053 trabalhadores, e o Centro Tecnológico de Gaia, com 253 funcionários, não há, para já, informações que apontem para o encerramento. O sindicato só se irá pronunciar na próxima segunda-feira." - In Correio da Manhã de 5 de Abril de 2008.

Quando em 1986, entramos na União Europeia, Portugal apresentava - se como um país atractivo ao investimento estrangeiro, proveniente de países economicamente mais avançados, grandes multinacionais entraram no nosso país, atraídas pelos baixos salários praticados em Portugal, apoios da União Europeia e apanágio do aparelho de Estado de então.
Resta ainda referir que muitas multinacionais viam em Portugal uma forma de alargar mercados e de investir em zonas seguras e pró - ocidentais a nível politico (não nos devemos esquecer que ainda os países de leste estavam sob hegemonia da União Soviética.
Tudo o estado lhes deu, pagamentos de tarifas de água por parte de municípios, isenções fiscais, pagamento da factura energética, terrenos vendidos ao centavo por metro quadrado, por outro lado asfixiava as pequenas e médias empresas nacionais, já para não falar das micro - empresas....
E qual foi a atitude destes senhores, quando a torneira começou a fechar da União Europeia, e os salários dos portugueses começaram a ficar muito caros em relação aos praticados noutros países do leste europeu, vão - se embora com a agravante que a nossa mão de obra não possui formação técnica e dinamismo intelectual para investir de forma produtiva, o resultado é simples DESEMPREGO, COM GRAVES CONSEQUÊNCIAS PARA AS FAMÍLIAS E PARA A SOCIEDADE PORTUGUESA.
No entanto continua - se a apostar numa politica de betão, em detrimento de enriquecer intelectualmente a nossa mão de obra, por este andar continuaremos na cauda da Europa, por muitos e bons anos!!!

terça-feira, março 25, 2008

Gerir o Tabu de Portugal!!!!!


"Endividamento das famílias portuguesas continua a subir

Três por cento das famílias portuguesas que recorreram ao crédito têm muitas dificuldades em assegurar os pagamentos dos empréstimos bancários. Esta é uma das conclusões de um estudo do Gabinete de Orientação ao Endividamento dos Consumidores, do Instituto Superior de Economia e Gestão, citado pelo “Diário Económico”.

Os autores do documento, que será apresentado dentro de dias, explicam que o contínuo aumento do endividamento num contexto de incerteza económica se deve ao desejo das famílias de manterem o padrão de consumo.

João Paulo Calado, coordenador do gabinete que efectuou o estudo, admitiu que na actual conjuntura, com a subida das taxas de juro, desemprego elevado, incertezas do mercado e redução da taxa de poupança, seria de esperar moderação no crédito.

“As pessoas não querem abdicar do seu padrão de consumo”, explicou. Advertiu, no entanto, que “esta situação não se pode prolongar por muito mais tempo”, acrescentando que os níveis de poupança têm de aumentar.

O estudo do Gabinete de Endividamento teve por base um inquérito a 835 famílias portuguesas, escolhidas aleatoriamente, por telefone ou presencial.

O Banco de Portugal revelou por seu lado que, em termos absolutos, se regista um aumento marginal do incumprimento de crédito, se forem observados critérios como a falta de mais de três meses de pagamento e a inexistência de negociação entre credor e devedor.

O coordenador do Gabinete de Endividamento aponta que muitas famílias que não estão em incumprimento segundo os critérios acima referidos encontram-se contudo numa “situação (financeira) complicada”.- RTP On line de 25 de Março de 2008.

Ainda em 1986, fomos o país mais poupado da União Europeia, agora temos aqui o reflexo da febre do consumo, e da nossa má capacidade de gerir, um qualquer orçamento!

sábado, março 22, 2008

3º Jornada:Vinho e Eventos no concelho da Meda


"Vinho & Eventos" apresenta-se como um "ponto de encontro" para uma conversa sem stress, um convívio sereno ou momentos de relaxe. A sociedade precisa de romper com rotinas que nos escravizam, e não se encontra, tão perto, um espaço como este, onde o tempo se esquece de si mesmo.

"Eventos & Vinho" oferece, a par disso, produtos desta região ou outras, que nem sempre se encontram com facilidade. Aqui, por exemplo, pode adquirir desde os vinhos mais famosos aos mais correntes, bebidas de todas as proveniências e gostos, presuntos e fumeiro dos mais categorizados. E aqui poderá saborear, sem a crueldade do relógio, aquelas iguarias regionais a que dificilmente nos conseguimos recusar".

Página da Net:http://www.vinhoeeventos.com

domingo, março 09, 2008

Uma História de Violência!!!!


Por estes dias têm aparecido nos media, um conjunto noticias a respeito de crimes que tem ocorridos junto aos grandes centros urbanos.
Esta escalada de roubos, agressões e mortes têm aumentado nos últimos tempos!
Se por um lado os media tendem a espalhar a cultura do medo na sociedade, devido ao alarmismo com que relatam os acontecimentos, por outro lado a violência nos arredores das grandes metrópoles portuguesas, existe desde à muito tempo, MAS SÓ AGORA É QUE ESTA É DIVULGADA COM RELEVO NA COMUNICAÇÃO SOCIAL!!!
Este fenómeno teve o seu auge no principio dos anos 90, com a crescente segregação populacional, ou seja a divisão da população segundo o seu estratos económicos.
Aliado a um carecimento desordenado de bairros ilegais, em que o poder local e central fechou os olhos para este crescimento desordenado, onde o tempo encarregou - se de os transformar em bairros degradados, onde a hoje a policia têm medo de entrar, e quando entra é recebida à pedrada.
A criação de estes guetos, foi ainda mais evidente com a criação dos chamados bairros sociais totalmente descaracterizados e sem infira - estruturas de apoio a quem aí reside, em virtude do realojamento das populações de muitos destes bairros.
Foi uma forma de os nossos políticos taparem o sol com a peneira, adoptando um método totalmente abandonado pelos franceses desde os anos 60.
VEJA - SE BEM O NOSSO ATRASO EM MATÉRIA DE POLITICAS SOCIAIS!!!!!!!
Aliado ao crescente de desemprego, falta de infira - estruturas lúdicas que sirvam os interesses populacionais, endividamento, impunidade em relação ao crime, descontentamento populacional, e falta de credibilidade politica, assiste - se a um aumento das tensões sociais e dos conflitos.
A criação de um maior fosso entre ricos e pobres, tende a agudizar - se criando focos de tensão e de revolta por parte de sectores da população mais susceptíveis e mais flexíveis da população.
Não nos devemos esquecer que a importação de modelos comportamentais e de estilos de vida servem de exemplo pelas piores razões para a prática de crimes por parte de quem a LEI e a ORDEM à muito deixaram de ter razão neste mundo de loucos.
Perante tudo isto o que fazer? Mais Policia? Uma lei mais regida? Ou prevenir os crimes, adoptando medidas sociais que previnam a delinquência e o crime?
A resposta é óbvia falta nos é vontade politica..... Vejam o programa de Sarkozy em França que para fazer face à escalada de violência nos subúrbios!!
Simples não é??? Já agora vale a pena pensar nisto:
"Porquê o Governo no seu relatório da Segurança Interna dá mais relevo ao ‘Carjacking’, do que à eterna insegurança na linha de Sintra???
Resposta: O ‘Carjacking’ é um fenómeno que a comunicação social dá mais ênfase actualmente pois abrange estratos da população mais elevados, e infelizmente quem usa a linha de Sintra é quem não têm um salário que lhe permita gastar 100€ de gasolina no IC 19..........."

quinta-feira, fevereiro 21, 2008

Menino Bonito foi Comido pelo Sistema Corrupto Vigente!


"André Almeida elogiou salário e condições oferecidas pelo Parlamento

O recém-chegado deputado do PSD André Almeida pediu desculpa aos colegas de bancada esta quinta-feira por ter elogiado o salário e as condições oferecidas pelo Parlamento e revelado a intenção de doar dez por cento do vencimento, escreve a Lusa.

No início da reunião da bancada social-democrata desta quinta-feira, André Almeida justificou-se, alegando que fez declarações irreflectidas, e pediu formalmente desculpa aos colegas, disseram deputados do PSD.

Em causa estão declarações do deputado de 29 anos à imprensa nos últimos dias em que conta ter ficado «surpreendido com o vencimento» quando chegou ao Parlamento, em substituição do ex-presidente do PSD Luís Marques Mendes.

«Vi que as ajudas de custo chegam perfeitamente para o que um deputado faz, porque temos condições excelentes», declarou André Almeida ao Jornal de Notícias, anunciando o projecto de doar dez por cento do que recebe por mês a uma instituição do seu distrito, Aveiro.

Esta quinta-feira, a seguir a pedir desculpa, André Almeida ouviu o deputado do PSD Agostinho Branquinho responder-lhe que as suas declarações à imprensa causaram danos que não desaparecem por se desculpar.

De acordo com sociais-democratas presentes na reunião da bancada, Agostinho Branquinho afirmou também ao jovem deputado que as boas acções que cada um faz não devem ser publicitadas, não devem ser anunciadas.

Depois, o líder parlamentar do PSD, Pedro Santana Lopes, deu o assunto por encerrado. Agostinho Branquinho criticou as «intervenções populistas» sobre as condições dos deputados e contestou que estas sejam excelentes, referindo que teve de esperar um mês e meio para ter acesso ao correio electrónico. «O assunto também está encerrado para mim», acrescentou." - In Diário Digital.

Parece que este boy do PSD, meteu a pata na poça, quando disse o que toda a gente pensa, o que é ridículo é que os senhores deputados, deveriam era pedir desculpa ao povo português pelas condições que têm para trabalhar, e depois na realidade deixam o país na miséria e na cauda da Europa em todos os sectores.....

sexta-feira, fevereiro 15, 2008

Doentes muito Doentes.......

"A subida do desemprego para 8,0 por cento em 2007 é um «péssimo recorde» do Governo e marca o «fracasso» do executivo de Sócrates, de acordo com o deputado do Bloco de Esquerda João Semedo.

Em declarações à agência Lusa, João Semedo disse que os números do desemprego hoje divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) são «mais um recorde do governo de Sócrates», um «péssimo recorde».

É uma «vergonha do governo socialista», acrescentou o mesmo deputado, e mostra que o crescimento económico tem sido «medíocre» e «incapaz» de gerar os postos de trabalho de que o país precisa.

O INE anunciou hoje que a taxa de desemprego de 2007 subiu 0,3 pontos percentuais para 8,0 por cento, face ao ano anterior, e que no quarto trimestre do ano melhorou 0,4 pontos percentuais para 7,8 por cento.

O governo não consegue «controlar o desemprego», acrescentou o João Semedo, porque tem prosseguido uma política de «desinvestimento público».

Sobre as previsões de uma redução da taxa de desemprego para os 7,6 por cento, como prevê o governo para 2008, o deputado do Bloco de Esquerda diz que «não há razões para esse optimismo», sobretudo porque a conjuntura internacional se está a deteriorar e porque o crescimento económico português continua a ser fraco." - In Diário Digital de 15 de Agosto de 2008.


Mais uma vez mostramos que somos o pior dos piores em matéria de emprego, na União Europeia, ouvindo o primeiro – ministro e os comentários de uma oposição aburguesada e bacoca que apenas sabe falar de acordo com o que lhe convêm, resta me afirmar que estamos entregues aos bichos.
Vivem todos numa redoma de vidro, a nossa classe politica, nós os verdadeiros cidadãos portugueses apenas podemos contar com um emprego precário, mal pago, e com as contas ao fim do mês!
E já agora se estudas te e não encontras nada na tua área, tens a meu ver três hipóteses, encabeças a estatísticas do desemprego, arranjas cartão de militante de um partido do sistema, ou então se tens contas para pagar ao fim do mês sujeitas te a um emprego como call center numa empresa de telecomunicações a receber 600€ mês.
Mas nada disso interessa, enquanto não formos à verdadeira raiz do problema, que é a educação e a forma como esta se enquadra no mercado de trabalho nacional não saímos disto.
A título de exemplo, já alguém parou para pensar o porquê de tanta gente seguir para letras, e depois acabar a tirar cursos que não têm saída no mercado, tendo o desfecho de acabar – se desempregado, será que a forma como a matemática é ministrada em Portugal não pode estar correlacionada com este fenómeno?????
Porque é que será que um canalizador num biscate ganha tanto como um médico numa consulta????????
Porque é que os nossos empresários investem em sectores de pouco risco, e pouco dinâmicos em investigação e desenvolvimento?????
Porque termos uma carga fiscal tão elevada que nos asfixia em todos os aspectos da nossa sociedade????
Porque é que neste país para se subir na vida têm de se lamber botas, ou se engalfinhar num escritório com um Sr. Doutor Professor para se arranjar um bom trabalho???
Enfim o nosso país está gravemente doente, no entanto todos nos conformamos com o actual estado de sitio económico e social de Portugal……..

sexta-feira, fevereiro 01, 2008

Rio de Mouro = Vítima do Betão!!!!!


"Sintra – Agentes da polícia, fardados e à paisana, vão acompanhar o funeral dos dois jovens assassinados em Rio de Mouro no passado fim-de-semana, para evitar confrontos entre grupos rivais, avançou hoje a RTP.

No fim–de-semana passado, dois jovens foram assassinados a tiro junto à estação de Rio de Mouro num suposto ajuste de contas entre grupos rivais.

A decisão de vigiar os funerais para evitar novos confrontos foi tomada durante uma reunião que ontem à noite juntou responsáveis pelas forças policiais do concelho de Sintra, o presidente da câmara e juntas de freguesia.

A reunião foi marcada depois de a Procuradoria-Geral da República ter manifestado preocupações com possíveis incidentes nos funerais das vítimas do tiroteio." - Jornal Digital de 1 de Fevereiro de 2008.


Em Janeiro de 1999 se não me falha a memória, pois tenho o original guardado no meu bau que se encontra algures na "minha serra", escrevi no Jornal "O Correio de Sintra", que crianças de Rio de Mouro iriam perder mais uma infra - estrutura desportiva e didática, um parque infantil e um pequeno ringue de futebol.

A perda desta infra - estrutura foi motivada pela construção da nova estação de caminho de ferro, pois o terreno situava - se numa zona adjacente ao caminho de ferro, pertencente à REFER.

Escrevi nessa crónica, que os jovens que usavam o referido ringue de futebol, apesar de não possuir nenhumas condições fisicas para a prática do mesmo, era onde muitos jovens de risco se entretiam a jogar.

Joguei com muitos deles, perdi, ganhei, vibrei, zanguei me, fui feliz, no meio de um pequeno campo, em que todos partilhavamos o mesmo pequeno espaço sem grandes atritos.

Na altura alertei que a maior carência de Rio de Mouro era a falta de infra - estruturas desportivas, e que isso seria um foco de conflito por parte de muitos jovens vitimas de exclusão social, a falta de ocupação fisica ou mental, seria portanto um rastilho para atiçar a pólvora da delinquência juvenil, naquela freguesia.

Os anos passaram - se e o betão continuou a crescer, e nada de infra - estruturas sócio - culturais na freguesia que respondam às necessidades da população em geral.

O resultado está à vista, os culpados, vai desde os autarcas cada vez mais preocupados apenas com o seu umbiguo, bem como a população que nunca se soube organizar cívicamente e criar formas de protesto a exigir melhor qualidade de vida.

O resultado está à vista e as televisões tentam semelhar o clima de medo e de pânico na zona em nome das audiências.

Que todos os jovens de da Rinchoa, Rio de Mouro, Serra das Minas, exigiam a quem de direito melhores condições para estes, para demonstrar mos ao país que sabemos ser exigentes com a nossa qualidade de vida.

sábado, janeiro 19, 2008

Apanhados = A Falta de Respeito não Têm Limites!!!

"A Bragaparques financiou a campanha do PSD em Lisboa, em 2005, embora a quantia apurada (20 mil euros) esteja longe do que seria expectável tendo em conta os volumes em jogo nas permutas de terrenos. Assim, a investigação vai continuar. Quanto a benefícios pessoais, o único caso suspeito é o de Remédio Pires, não havendo indícios contra Carmona, Fontão e Gabriela Seara." - IN Sol on line de 19 de Janeiro de 2007.

Ainda existem portugueses que votam nos partidos do sistema, se o principal partido da oposição trama este tipo de coisas, imaginem os que estão no governo!!!!!