domingo, dezembro 30, 2007

Enganem nos que nós gostamos!



"Antigo ministro de Cavaco Silva nomeado para liderar a Caixa. PSD diz ter conseguido travar nomeação de um socialista." - In Jornal de Noticias de 30 de Dezembro de 2007.
Travaram um socialista puseram lá um boy do PSD!
Mais uma vez escolheu - se uma pessoa de acordo com a cor politica, não com o profissionalismo, e desempenho de acordo com a função que vai desempenhar.
Pois é o nosso sistema é assim!
Deturpa, molda, engana, a população portuguesa.
Senão vejamos, para calar a oposição o governo, com o aval presidencial e do principal líder da oposição, criaram uma forma de agradar aos gregos e troianos boys da politica portuguesa.
O respeito pelos portugueses, que elegeram esta escumalha, que preenche o nosso parlamento, é algo teatral que só engana quem não quer ver, e vive iludido, pelo sistema que sustenta um alzheimer nacional imposto por um grupo de elites responsável pelo nosso atraso económico, e social.
Ao longo do ano de 2007, tentei criticar e expôr de forma construtiva, os meus desabafos a respeito do mundo que nos rodeia, se Deus me permitir, ao longo de 2008, continuarei a missão que me auto - designei!
Votos de Bom Ano para todos, e peço vos critiquem, opinem desabafem e não se conformem com o mundo que nos rodeia.

quinta-feira, dezembro 27, 2007

O mundo é lugar Injusto!


"A oposição paquistanesa anunciou, esta quinta-feira, que vai boicotar as eleições de 8 de Janeiro. O anúncio de Nawaz Sharif surge na sequência do assassínio da líder da oposição paquistanesa, Benazir Bhutto, esta quinta-feira, em Rawalpindi.
A morte de Bhutto, vítima de um ataque armado, é o mais recente incidente de uma longa série, ao fim de 60 anos de História do Paquistão independente. Em seis décadas, governadores-gerais, presidentes e chefes de Estado-maior demitiram dez Governos civis, que governaram durante 27 anos. Depois, os restantes 33 anos foram passados sob ditaduras militares.
Cenas de violência rebentaram, esta quinta-feira, no Paquistão, logo após ser conhecida a morte da dirigente da oposição. Apoiantes de Benazir Bhutto, revoltados com o atentado em Rawalpindi, saíram às ruas por todo o país para mostrar o descontentamento.
A morte da carismática líder da oposição lançou o caos na campanha para as eleições Legislativas de 8 de Janeiro, agora com destino incerto, e ameaça desencadear uma revolta em larga escala.
Após, oito anos de regime militar, o general Pervez Musharraf conduziu o Paquistão à casa de partida. Tal como antes, é um país dividido entre civis e militares por um lado, e entre forças liberais e religiosas por outro. Um sistema que nem é uma democracia, nem uma república teológica, nem uma ditadura militar. Um país onde os crimes políticos e a manipulação da lei e dos extremismos religiosos são os instrumentos fundamentais do Poder.
O exército é omnipresente na vida política paquistanesa e tem interesses nos assuntos de Defesa e Negócios Estrangeiros. Generais ocupam também posições civis e dirigem impérios industriais e bancários, além de empresas de construção, imobiliárias e desenvolvimento. Os Serviços Secretos são um poder autónomo, muitas vezes com uma agenda política própria e ligações aos radicais islâmicos.
O Paquistão nasceu em 1947, ao mesmo tempo que a Índia, e ao contrário desta, a sua História está marcada por uma sucessão de regimes ditatoriais que usam o extremismo religioso, as clivagens étnicas e tribais e a ajuda externa para manter as forças democráticas laicas ao largo. Ou, quando as forças democráticas laicas ganham poder, envolve-as numa teia de compromissos legais que asseguram o próprio fracasso.
Horas antes do assassínio de Benazir Bhutto, apoiantes do general Musharraf dispararam sobre um comício de Nawaz Sharif, o outro líder da oposição, a 15 quilómetros da capital Islamabad. Do tiroteio resultaram quatro mortos e vários feridos. "- In TVI on line.


Não existe palavras para descrever mais um atentado aos direitos mais elementares da pessoa humana, o direito de escolha, no livre arbitro do sufragio universal.

O que se passou hoje no Paquistão é a prova de que quem não aceita a diferença, e não respeita as opiniões de um povo martír como é o do Paquistão.

Mais uma vez o reflexo do apoio do Paquistão, aos EUA aquando do 11 de Setembro faz com que agora Musharraf e os seus comparsas tenham total carta branca para sacrificarem o seu povo da forma como lhes mais convém.

Ainda alguém se lembra das atorcidades cometidas pela Indonésia contra o povo de Timor, com o total fechar de olhos dos EUA.

Só espero que um dia a história lembre Benazir Bhuto da forma como esta merece, e que o mundo castigue quem atente contra a democracia, cada vez mais frágil com o total fechar de olhos por parte de grandes potências.

sábado, dezembro 15, 2007

Lavagem ao Cérebro! Os média Portugueses!


O poder dos média um pouco por todo o mundo é algo que já ninguém pode esconder!

No entanto em Portugal as televisões generalistas retirando talvez o segundo canal que presta algum serviço público, o restante cultiva e preserva a mediocridade do conhecimento cultural português!

Já para não falar das revistas ditas generalistas onde em vez de potenciar, inovar e informar os portugueses dar lhes novos meios de informação para fazer face aos problemas do dia a dia, preferem falar da vida privada de ditas vedetas.

Uma das melhores armas que podemos ter contra a incerteza, e falta de competitividade económica, do nosso país em relação a economias mais desenvolvidas!

O absurdo chega a ser gritante por parte da televisão generalistas portuguesas, desde a manha até às próprias noticias, passando pela tarde e acabando pela noite, somos evadidos por uma cultura terceiro mundista e bacoca digna de uma ditadura tacanha ao nível da Venezuela!

Rir, descontrair, e apreender é algo que a televisão nos oferece quando ligamos um canal, no entanto quando esta tenta influenciar uma cultura, manobrar um povo, dotá - lo de ignorância ou apenas demonstrar um lado dos factos, isso é algo intolerável!

Por isso faça como muitos de nós, leia, vá à net, veja um filme, saia com os amigos vá ao teatro e use a televisão para o que lhe convém não deixe que esta o use a si!!!



sexta-feira, dezembro 07, 2007

ÁFRICA A ETERNA VERDADE!!!!!


"O primeiro-ministro português e o Presidente do Zimbabué apertaram esta sexta-feira as mãos longe das câmaras de televisão, no interior do Pavilhão de Portugal, onde decorre a recepção às delegações euro-africanas que participam na cimeira de Lisboa, noticia a Lusa.
O Presidente do Zimbabué, Robert Mugabe, foi recebido `às 19:21 à porta do Pavilhão de Portugal pelo secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, João Gomes Cravinho, antes de passar para a sala onde se encontrava o primeiro-ministro português, José Sócrates.
Esta parece ter sido a forma como a diplomacia portuguesa contornou a exibição de imagens do presidente em exercício da UE a apertar a mão ao Chefe de Estado zimbabueano à entrada do edifício onde vai decorrer, até domingo, a Cimeira UE/África.
Imediatamente após a chegada do líder zimbabueano não foram mostradas imagens da sala onde decorre a recepção.
Cinco Presidentes europeus e 35 africanos e 15 primeiros-ministros europeus e 12 africanos participam nesta segunda Cimeira União Europeia/África, segundo a lista oficial hoje divulgada.
A lista indica que, do lado europeu, participam também um vice-primeiro-ministro e quatro ministros dos Negócios Estrangeiros, registando-se que o Reino Unido participa através da Representante Especial junto da União Africana, a baronesa Valerie Amos.
Do lado africano, estarão também presentes dois vice-presidentes e três ministros dos Negócios Estrangeiros." - In Portugal Diário de 7 de Dezembro de 2007

Quem conduziu hoje em Lisboa deparou - se com um conjunto de alterações ao trânsito, que nos complicaram e muito a vida dos lisboetas!!!!
Tudo por causa da cimeira União Europeia - África, sobre presidência portuguesa da União Europeia!
Esta cimeira fica caracterizada pelo diferendo entre a Inglaterra e o Zimbábue, por causa de um dos líderes ditatoriais e corruptos convidados Robert Mugabe!!!!
A primeira vez na historia que a Europa se reunião para debater as questões Africanas foi o maior erro histórico criado em África com repercussões ainda hoje o chamado Tratado de Berlim em 1885 onde as potências europeias cortaram o continente africano a régua e esquadro sem total respeito pela cultura e povos locais de cada região.
Aquando da tomada da indepêndencia muitos destes países tiveram por inúmeras vezes conflitos internos pela disputa de poder devido a muitas riquezas naturais que possuem!
Muitas das elites presentes são corruptas e não defendem os reais interesses das populações africanas usurpam muita das riquezas locais, controlam os militares locais, e criam um clima de repressão, no entanto muitas destas elites são meros fantoches das grandes potências europeias, vivendo num colonialismo disfarçado e bacoco!
Alguém acredita que se Mugabe, defende - se os interesses ingleses no seu país algum líder europeu se iria preocupar com os atentados aos direitos humanos? Se José Eduardo dos Santos não fosse o 10º homem mais rico do mundo por causa do petróleo que controla e diamantes a questão de Cabinda seria esquecida, bem como o facto de ele andar ano após ano a prometer eleições livres? E o Kadafi alguém ainda se lembra do regime que este instaurou no seu país?
Pelo menos África deu nos um exemplo de coragem e luta de um homem que acabou com uma vergonha à qual o mundo ocidental fechou os olhos durante demasiado tempo, Nelson Mandela acabei com o Aparteid na Àfrica do Sul, e com a segregação racial neste país, alguém ainda se lembra qual a posição da Inglaterra nesse tempo em matéria de direitos humanos???????

quinta-feira, novembro 15, 2007

Para o Português ver!!!!!!!


"O carácter da fraude fiscal em Portugal é diferente da dos outros países”, disse o governante na comissão de orçamento e finanças, durante o debate na especialidade do orçamento de Estado para 2008, explicando que, “enraizou-se a convicção de que as grandes empresas não cometem fraude, mas a realidade é diferente do que se pensa”.Sem violar o sigilo fiscal a que está obrigado, Amaral Tomaz sugeriu que se comparasse a lista das cem maiores empresas em Portugal com os nomes das empresas que têm sido associadas à ‘Operação Furacão’.O secretário de Estado referiu ainda que, dada a esta característica diferente da fraude em Portugal, o Governo entende ser necessário “uma acompanhamento mais intenso” das empresas que, à partida, poderia pensar-se que não cometeriam fraude.O presidente da Confederação da Indústria Portuguesa (CIP), Francisco Van Zeller, revelou já ter conhecimento desta situação, especificando que é no sector da construção civil que mais casos são registados.Van Zeller disse ter tomado conta de que existem grandes empresas portuguesas envolvidas em fraudes fiscais através do próprio secretário de Estado dos Assuntos fiscais.Entretanto, o presidente da Associação de Empresas de Construção Civil e Obras Públicas lamentou as declarações de Amaral Tomaz e Francisco Van Zeller, considerando-as “vagas, mas graves”. - In Correio da Manhã Online de 15 de Novembro de 2007.

Alguém sabe qual a mentalidade de certos parceiros europeus por parte das empresas em relação aos impostos, ou até mesmo o contribuinte comum, o que pensa de pagar impostos????
Em muitos parceiros europeus pagar imposto, é uma obrigação que vai contribuir na ajuda ao próximo a nível social, na criação de infra - estruturas sociais, e económicas que vai ajudar a dar uma melhor qualidade de vida a quem habita nesses países e a torná los competitivos economicamente!
Nós por cá, apostamos no nacional porreirismo muito por culpa de quem nos vêm gerindo, desde à muitos anos a esta parte!
Na prática muito do que pagamos vai para tudo menos para o que é realmente preciso!
A noticia acima citada, revela um paradigma próprio do nosso país, se por um lado o estado é apologista em todos os aspectos da politica do betão, para mostrar obra feita, o sector empresarial português é aquele que mais fuga fiscal apresenta!
Mas não à problema ao fim do dia estamos todos dentro de um café com uma mini, no balcão a falar de futebol!!!!!!!!!!!!!!!!

sábado, novembro 10, 2007

Terrorismo! De que ládo estamos?


"Entre 20 a 30 pessoas com perfil semelhante ao argelino Samir Boussa - detido anteontem, no Porto, no âmbito de uma operação internacional antiterrorista desencadeada pela Polícia de Milão e em prisão na cadeia de alta segurança de Monsanto (Lisboa) - estão a ser seguidos e acompanhados por agentes do SIS e da Polícia Judiciária (PJ). Tal como Samir, estes indivíduos têm ligações a grupos conotados por várias polícias da Europa com actividades terroristas.A Polícia italiana acredita que as detenções efectuadas, anteontem, em Portugal, em França, em Reino Unido e, sobretudo, em Itália, desarticularam uma rede que operava na área da logística do terrorismo da al-Qaeda - recrutamento de suicidas e posterior envio para o Afeganistão e Iraque -, embora existiam, ainda, por executar quatro mandados internacionais de detenção.Contrabando e falsificação de documentos eram as principais actividades exercidas pelos detidos, tendo em vista o financiamento de acções terroristas.Samir Boussa e um seu irmão chegaram a integrar o (GSPC) Grupo Salafista pela Pregação e Combate, organização que uniu várias redes estabelecidas em todo o Norte de África e que, já este ano, assumiu a denominação de al-Qaeda do Magrebe. O certo é que tanto o SIS como a PJ verificaram que Samir tinha bastantes contactos internacionais.As autoridades portuguesas passaram a vigiar as movimentações de Samir Boussa em 2004, depois de ter mantido contactos com 11 magrebinos que foram detidos numa pensão do Porto, na altura do arranque do Euro 2004. Estes magrebinos estavam associados ao Hofstadt, grupo fundamentalista com base na Holanda cujos membros são, na maioria, magrebina. O grupo está também ligado ao assassinato do cienasta holandês Van Gogh. E foi através de escutas telefónicas, tal como o contrabando que fazia, que se estabeleceu a relação entre Samir Boussa e os restantes indivíduos detidos anteontem.A operação, desencadeada por ordem do Ministério Público de Milão, baseia-se na ligação dos detidos com a célula radical Liguria, desactivada em 2002 e reactivada em 2004. A célula, que tinha a função logística atrás referida no quadro das operações da rede de Osama bin Laden, ficou desmembrada. No entanto, para os italianos estão por esclarecer os papéis de duas pessoas o de Belhaj Meftah, um tunisino, de 24 anos, anteontem detido, que estava munido para ser, ele próprio, um operacional; e o do irmão de Samir Boussa, procurado e referenciado há muito pelas autoridades europeias e que, eventualmente, terá passado por Portugal." - In Jornal de Noticias on line de 10 de Outubro de 2007.


Desde o 11 de Setembro a palavra terrorismo, serviu de mote para justificar quaisquer acções efectuadas por agências de segurança interna espalhadas um pouco por todo o mundo ocidental!

Todos somos suspeitos de sermos terroristas! No entanto estes são quase sempre conotados com pessoas provenientes de países do Médio Oriente e Norte de África, ligadas ao Islamismo.

No entanto para muitos destes países nós ocidentais também somos considerados terroristas, veja - se países como o Irão, em que adormecidas que estavam as querelas entre os EUA e este país, com a invasão do Iraque tudo se alterou no panorama geopolítico internacional, com repercussões na economia mundial, exemplo o preço do petróleo que disparou até quase aos 100 dólares por barril!

No entanto alguém já pensou o que leva um ser humano a praticar um acto de terrorismo?

O que está por detrás desse acto, quais as razões que fundamentam esse acto?

Quais os efeitos colaterais que esse acto acarreta nas pessoas envolvidas?

Terrorista de um lado, herói de um determinado grupo pertencente a uma outra facção!

O terrorismo sempre existiu ao longo da nossa história ocidental foi graças a ele que se ergueram nações, fizeram - se revoluções foi a base da instauração de regimes democráticos ocidentais, combateu o nazismo na II Guerra Mundial, serviu de chamamento de atenção ao mundo para problemas políticos e opressão por parte de determinados regimes políticos ditatoriais em relação a outros, enfim, é um acto que demonstra um determinado descontentamento em relação a um sistema politico, ideológico ou económico previamente instalado!

Como é óbvio a sociedade actual ocidental defende valores humanos de liberdade, democracia, e respeito pela diferença, este é o nosso ponto de vista, mas liberdade a que preço? Democracia a que custo? Respeitar a diferença como?

Tudo isto é muito bonito se não formos contra os interesses geopolíticos e económicos instalados, no entanto também compete á sociedade em que estamos envolvidos de criar condições sociais para que a população se sinta bem!

Vamos agora nos pôr do outro lado da barricada! Um país devastado por uma ditadura, com população analfabeta, que possui recursos naturais elevados explorados apenas por uma elite e que os únicos ensinamentos que recebe são de opressão por tudo o que é diferente, é natural que, quando se depara com invasões por parte de uma potência estrangeira, sanções económicas, carências económicas e sociais adopte um comportamento de repressão ódio e extremismo alimentado por este conjunto de factores.

Mais ainda quando estes factores façam vitimas familiares e inocentes!
Quem não procuraria vingança ou justiça pelas próprias mão se nos roubassem os nossos ente queridos!

A meu ver os comportamentos são iguais só muda o hemisfério geográfico, pois as causas se fossem as mesmas teriam os mesmos efeitos!

Veja - se o caso de crianças que se sentiram revoltadas devido a um conjunto de factores que a sociedade não lhes soube dar resposta em muitas escolas do mundo ocidental, e mataram indiscriminadamente colegas em salas de aulas, os casos nos EUA, e agora na Finlândia.

Também não são casos de terrorismo?

Quando jovens de bairros sociais e não só, em França mas também em Portugal, provocam distúrbios e criam medo nos transportes públicos e nas ruas das nossas cidades, também a falta de resposta por parte da nossa sociedade em inserir esses grupos de risco, não cria também actos de terrorismo?

A ETA em Espanha que luta pela indepêndencia do País Basco, usando actos terroristas, da mesma forma que nós no 1º de Dezembro de 1640 dissemos basta à ocupação Filipina!

Pena é que nesses actos a vida de pessoas inocentes seja ceifada, pessoas que estavam à hora errada no local errado!

E perda da liberdade e do direito à nossa privacidade, em nome da segurança nacional por parte de quem nos governa não será isso também uma forma de terrorismo!

VALE APENA PENSAR NISTO!!!!!!!





domingo, outubro 28, 2007

Crédito ao Consumo!!!!! O que é isto?


Como muito boa gente tive o desplante de ontem me ter dirigido a uma gente superfície comercial de electrodomesticos!

Para além de ter observado muito boa gente a acumular - se nas filas de espera, por ser fim do mês ( por aqui se vê a nossa falta de planeamento e gestão do ordenado!!!!), fiquei deveras surpreendido com a quantidade de pessoas que recorriam ao crédito para adquirir determinados bens!!!!

No entanto não nos devemos esquecer que grande parte destes produtos são taxados com IVA a 21%, bem como o facto de grande parte deles são importados logo o preço final é sempre bastante elevado, suportado este facto com o facto de a grande maioria dos portugueses ganhar salários muito baixos tendo em conta os nossos parceiros europeus!

Mas debrucemos nos agora sobre o recurso ao crédito, a aquisição de este acarreta que quem pede seja obrigado a expor a sua vida financeira a quem empresta, o que até aí é normal, o que não é normal é a falta de respeito que as entidades bancárias ao apresentarem um conjunto de pressupostos no contrato escritas a letras bem diminuídas, o que faz com que se gere um desconhecimento total a respeito do produto que se está a adquirir!!!!!!!

Outro factor prende - se com o facto do desconhecimento total por parte da nossa sociedade em geral de condicionantes que nos vão influenciar no pagamento do mesmo como seja juros, spreads, taeg, e taxas de juros.

Este desconhecimento resulta da falta de adaptação dos programas escolares existentes à realidade portuguesa em termos de cidadania e prestação de um verdadeiro serviço público de ensino!

Assim sendo deixo aqui algumas noções que podem ajudar a clarificar um pouco o que nos espera quando recorremos a um crédito:


"Em Portugal, Taxa Anual Efectiva Global, ou simplesmente TAEG, entende-se como o custo total de um crédito ao consumidor. É expresso em percentagem anual do montante do crédito recebido e cobre as despesas de cobrança de reembolsos e pagamentos de juro, bem como restantes encargos obrigatórios a suportar pela entidade credora (impostos, selos fiscais, seguros, etc).
Esta percentagem é tipicamente indicada em compras a prestações (em que o crédito é suportado, geralmente, pelo próprio vendedor), para justificar a não-correspondência entre o Preço de Venda ao Público (pagamento a pronto) e o total das prestações.


Spread bancário refere-se a diferença entre o preço de compra (procura) e venda (oferta) da mesma acção ou transacção monetária. Por exemplo, se comprarmos uma ação da seleção do Togo, por exemplo a 10 centavos, e vendemos a 1 real, temos um spread de 1/0,1. Grande parte do lucro obtido pelos corretores de títulos advém desta diferença.
Juro, do ponto de vista do conceito econômico, pode ser definido como a remuneração do banqueiro. Analogamente existem ainda o lucro (remuneração dos empresários e acionistas) e aluguéis (remuneração dos proprietários de bens imóveis alugados).

Segundo a economia, Taxa de juro é o chamado custo do dinheiro, o que é cobrado para emprestá-lo, basicamente. A taxa de juros básica de uma economia é fixada pelo Banco Central do país, através de títulos do Governo (e não através de decretos, por exemplo).
Essa taxa, entretanto, difere da taxa de juros corrente nos bancos e financiadoras, por exemplo. Essas instituições cobram uma diferença para essa taxa, basicamente condicionada ao risco que têm em emprestar dinheiro. Como o Governo é o mais confiável pagador que um país pode ter (se assim não o for, o país está em forte crise econômica), emprestar para outros representa um risco maior (pode ser um pouco maior ou muito maior). Além disso, o empréstimo estará condicionado a impostos, seguros, entre outras taxas.
Baixar muito as taxas de juros pode provocar, dependendo da situação do país, inflação. Grosso modo, a redução das taxas provoca um aumento do consumo, já que fica mais fácil financiar bens. Assim, se um país não está preparado para esse aumento de demanda, os bens podem escassear e provocar um aumento de preços. Em Economia, uma regra básica é: quanto mais difícil de encontrar um produto, mais seu preço tende a subir.
A taxa de juros é função da oferta de moeda em relação à demanda, que é controlada pelo governo através da emissão de títulos. O governo, ao vender títulos aumenta a oferta de títulos no mercado, diminuindo o preço destes, o que acaba por aumentar a demanda por esses títulos que, ao serem vendidos, retiram moeda da economia, aumentando a taxa de juros. De forma inversa, ao comprar títulos o governo diminui a oferta de títulos no mercado e eleva o preço destes, aumentando a oferta de moeda na economia e por conseqüência baixando a taxa de juros. O aumento da taxa de juros ou a queda da taxa de juros tem impacto na economia na medida em que interfere na expectativa de lucro dos empresários através da demanda agregada." - In Wikipedia on line.

quarta-feira, outubro 24, 2007

Saúde, Lobbies e Impostos!


Não existe viva alma em Portugal que acredite que a carga fiscal, seja aplicada na criação de melhor qualidade de vida(a não ser os boys de partidos de conveniência)!

Em qualquer produto ou bem de serviço está lá o IVA, de 5%, 12%, e 21%!

Agora de que forma se aplica em Portugal, este imposto, na qualidade da saúde?

Com falta de camas para doentes? Com listas de espera para operações? Com horas intermináveis de espera para se ser atendido numa urgência? Com a ida para os Centros de saúde às 4 da manhã para se arranjar uma consulta? Ou com a falta de médicos que se acham donos e senhores do país e exercem a sua influência nas faculdades para as médias não descerem? Em hospitais sobrecarregados como o Garcia da Horta em Almada ou o Amadora - Sintra, que são a vergonha dos nossos governantes ao nível da inoperância da saúde? Ou o encerramento de maternidades em zonas pouco povoadas com o sinonimo da reestruturação de serviços? O preço e comparticipação de medicamentos para pessoas mais idosas ou doentes crónicos?

Dá que pensar e muito, no entanto a carga fiscal existe e é tão penosa como estar numa urgência à espera mais de 6 horas para ser atendido!

No entanto se formos a outros países da União Europeia, a saúde é um bem essencial, veja -se França, Inglaterra, Luxemburgo e outros, que com menor carga fiscal, apresentam um serviço de saúde digno da pessoa humana!

Mas o que interessa neste momento é a assinatura do tratado europeu, realizado em Lisboa, ao menos que importássemos o nível sócio económico de grande parte dos nossos parceiros europeus!



domingo, outubro 14, 2007

O Nobel da Paz: Guerra contra a Pobreza / Guerra contra a Poluição




O prémio Nobel da Paz pode ser atribuído a pessoas ou organizações que estejam envolvidas num processo de resolução de problemas, em vez de apenas distinguir aqueles que já atingiram os seus objectivos nalguma área específica. É, portanto, um prémio Nobel com características próprias.


Em 2006, e este ano 2007, os nomeados tem travado guerras contra a pobreza e contra a degradação ambiental, estas duas figuras contemporâneas, são um bom exemplo de como se pode ajudar o planeta a ser um mundo melhor!


Senão vejamos:


Em 2006 o escolhido foi, Muhammad Yunus, nascido em Chittagong, 28 de junho de 1940 é um economista e banqueiro de Bangladesh.
Em
2006 foi laureado com o Prémio Nobel da Paz. É autor do livro Banker to the poor (em Portugal, O banqueiro dos pobres). Pretende acabar com a pobreza através do banco que fundou, do qual é presidente e o governo de Bangladesh é o principal accionista, o Grameen Bank, que oferece activamente micro crédito para milhões de famílias. Yunus afirma que é impossível ter paz com pobreza
.
Muhammad Yunus formou-se em Economia em
Bangladesh, doutorou-se nos EUA e foi professor na Universidade de Dhaka. Em 1976, constatou as dificuldades de pessoas carenciadas em obterem empréstimos na aldeia de Jobra, em um Bangladesh empobrecido e recém-separado do Paquistão. Por não poderem dar garantias, os bancos recusavam-lhes as pequenas quantias que permitiriam comprar materiais para trabalhar e vender, e os usurários taxavam os empréstimos com juros
altos.
Muhammad Yunus criou então o Banco Grameen, que empresta sem garantias nem papéis, sendo, sobretudo, procurado por mulheres: elas são 97% dos 6,6 milhões de beneficiários. A taxa de recuperação é de 98,85%.




Em 2007, Albert Arnold Gore Jr. nascido em Washington, 31 de Março de 1948 é um político dos EUA que foi vice-presidente durante a administração de Bill Clinton, entre 1993 e 2001. É membro do Partido Democrata.
Em
2000 concorreu à presidência dos Estados Unidos e perdeu, em uma eleição marcada por contagem polêmica dos votos, para George W. Bush, apesar de ter tido mais votos populares
.
Em
2006, lançou An Inconvenient Truth (Uma Verdade Inconveniente), documentário sobre mudanças climáticas, mais especificamente sobre o aquecimento global, o qual se sagrou vencedor do oscar de melhor documentário em 2007
.
Al Gore é um activista ecológico, tendo escrito dois livros, A Terra em Balanço: Ecologia e o Espírito Humano (Augustus, 1993, 452 páginas) e Uma verdade inconveniente (Manole, 2006, 328 páginas).
Em fevereiro de
2007, Al Gore e o presidente da empresa Virgin, Richard Branson, lançaram uma competição que dará 25 milhões de dólares (cerca de 18 milhões de euros ou R$ 50 milhões) para o cientista que apresentar a melhor proposta para 'limpar o ar' do planeta, ou seja, diminuir as quantidades de dióxido de carbono na atmosfera.


Al Gore recebeu o prémio Nobel da Paz em 2007, junto com o Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas da ONU, "pelos seus esforços na construção e disseminação de maior conhecimento sobre as alterações climáticas induzidas pelo homem e por lançar as bases necessárias para inverter tais alterações".

domingo, setembro 30, 2007

O porquê de a Birmânia, não pertencer ao Eixo do Mal!


"A violenta repressão aos protestos contrários à junta militar que governa Mianmar pode ter causado um número de mortes maior do que o que vem sendo relatado, afirmou o premiê britânico, Gordon Brown, nesta sexta-feira. Dez mortes já foram confirmadas.
Entre as vítimas está o repórter japonês Kenji Nagai, 50, que morreu ontem durante um protesto em Yangun. Acostumado a cobrir conflitos, tendo trabalhado nas guerras do Iraque e Afeganistão, ele prestava serviços para uma agência de notícias japonesa e, com uma pequena câmera, gravava imagens dos protestos.
"Temo que a perda de vidas seja bem maior do que o que vem sendo informado", disse ele, após conversar por telefone com o presidente americano, George W. Bush, e com o premiê chinês, Wen Jiabao.
Brown pediu mais sanções da ONU (Organização das Nações Unidas) e da União Européia (UE) contra o governo de Mianmar, dizendo que é preciso pressão internacional para que a "voz do povo seja ouvida" no país asiático.
AFP
Monges tailandeses demonstram apoio a protestos em frente à Embaixada de Mianmar
"Agora vemos imagens de Mianmar, e ouvidos as vozes das pessoas, não há censura nem violência que possa silenciar os mianmarenses. É por isso que a UE agora deve intensificar as sanções, o Conselho de Segurança (CS) deve agir, e a ONU deve se certificar de que o regime [de Mianmar] seja visitado [por um representante da entidade]", afirmou Brown.
Hoje, força de segurança intensificaram a repressão às manifestações, invadindo monastérios budistas e cortando o acesso à internet.
As medidas aumentaram a preocupação com a violência contra civis no país asiático.
Ao menos dez pessoas morreram na repressão aos protestos, que ocorrem desde agosto e se iniciaram devido a um aumento de combustíveis, mas acabaram por tomar um tom político e envolver os monges budistas, um grupo especialmente influente no país.
Mianmar é um país da Ásia meridional governado por uma junta militar desde 1988 que reprime com força manifestações a favor da democracia. Em setembro, monges budistas aderiram aos protestos -- os maiores em 20 anos.
Ao fechar os monges em monastérios, o governo pretende retirar as multidões das ruas.
Multidão
Manifestações diárias vêm reunindo centenas de milhares de pessoas que exigem o fim dos 45 anos de ditadura militar. O dia mais violento dos protestos ocorreu nesta quinta-feira, quando sandálias ensangüentadas ficaram espalhadas pelas ruas.
Durante os protestos, a multidão gritava: 'Queremos liberdade, queremos liberdade!'.
Nesta sexta-feira, devido à intensa repressão, poucos manifestantes foram às ruas. O maior número foi estimado no pagode [santuário oriental de vários andares em forma de pirâmide] Sule, onde cerca de 2.000 pessoas se reuniram.
Em outras áreas, forças de segurança dispersaram grupos de 200 a 300 pessoas que pretendiam marchar pelas ruas de Yangun, a maior cidade de Mianmar.
Centenas de pessoas foram detidas, levadas dos locais de manifestações em caminhões.
Caminhões levando tropas também invadiram monastérios budistas na região de Yangun, agredindo e detendo dezenas de monges, de acordo com testemunhas e diplomatas.
ONU
O Conselho de Direitos Humanos da ONU convocará uma sessão de urgência na próxima semana para discutir os protestos que estão ocorrendo em Mianmar e a repressão do regime militar, informaram nesta sexta-feira fontes diplomáticas européias.
Arte/ Folha Online
A realização de uma sessão especial é uma iniciativa do grupo de países ocidentais e, para ser aprovada, precisa do apoio de 16 dos 47 membros do Conselho de Direitos Humanos.
Segundo o procedimento previsto, após ter obtido o apoio mínimo necessário para a convocação, o presidente do CDH deverá fazer o anúncio, provavelmente na segunda-feira.
O Conselho, reunido em sua sexta sessão há três semanas, já debateu na quarta-feira os eventos em Mianmar, e várias delegações --especialmente as européias-- expressaram sua grave preocupação com a repressão das manifestações pacíficas e a violência usada contra monges e civis. Além das dez mortes, cerca de mil pessoas já foram detidas. "- Folha de São Paulo Online dia 30 de Setembro de 2007.


O que se está a passar na Birmânia é uma verdadeira catástrofe aos direitos humanos, no entanto a apregoada comunidade internacional não faz nada a não ser aplicar sanções económicas!

Mas já agora alguém sabe onde é a Birmânia? Parece que ao longo dos anos fomos esquecendo que este país situado ao sul da China, vive numa ditadura militar, igual ao Paquistão, (aliado dos defensores da democracia EUA, na luta contra o terrorismo), Coreia do Norte, ou Cuba.

O problema deste país reside em dois factores, para os EUA, o facto de não possuir recursos energéticos e ser do ponto de vista geopilitico, insignificante nas pretensões dos EUA na região, devido ao grande dragão Chinês, que faz parte do concelho de segurança da ONU.

Mais uma vez se prova que a ONU, fecha os olhos a muito dos males que se passam no mundo, o facto de um povo querer ser livre, deve ser um direito fundamental, não uma imposição!

Com o fim da guerra fria, em 1989 as ideologias que outrora serviam os países de mudarem o rumo do seu sistema politico, terminou com a vitória do interesse económico, em relação ao comunismo.

Apesar de a o sistema politico chinês ser comunista, a economia deste país têm crescido de forma assustadora.

Naturalmente este crescimento, tem exercido uma maior influência em termos sócio - económicos um pouco por toda a região, sustentando os regimes de conveniência em volta, como é o caso da Coreia do Norte!

Sendo assim, o povo da Birmânia, têm de sustentar uma verdadeira luta a favor da sua autodeterminação, da mesma forma que os timorenses lutaram contra o silêncio politico dos EUA, em relação à Indonésia no passado.

No entanto, falar é fácil por as acções em prática é um passo que pode levar a fazer novos mártires, no entanto é possível em nome da vontade de um povo em relação a um regime opressivo!

quarta-feira, setembro 19, 2007

Para ti.......

Quem frequenta este blog, já deve se ter apercebido, que por norma tenho o hábito de escrever a respeito de temas que dizem respeito a problemas usuais do dia a dia, de uma forma muito concreta e por vezes pouco emotiva no que concerne a sentimentos!
Hoje o texto é para ti.............
Andamos tão absorvidos com os nossos problemas, com as contas para pagar, com o chegar a horas ao trabalho, com uma panóplia de problemas que determinam o nosso comportamento!
O susto que apanhei, no domingo passado fez me pensar o quanto somos insignificantes perante a preocupação com quem mais gostamos, a dor que sentimos com o sofrimento de alguém próximo, deixa á margem os problemas do dia a dia!
Só quero que recuperes de pressa nada mais me interessa saber, quero que sejas feliz e com saúde pois sabes o que sinto, prefiro que tenhas saúde e uma longa vida saudável!
Recupera depressa, em nome daqueles que mais amas!
Eu Amo te muito, mas só quero que fiques boa depressa, só isso me importa agora!

domingo, setembro 02, 2007

Asfixia Empresarial!


"Portugueses atravessam a fronteira para atestarem depósitos Dezenas de portugueses transferem todos os anos o s seus negócios para Espanha. Tudo devido ao custo de vida mais barato e aos impostos mais baixos, o que também leva outros portugueses a fazer as suas compras no país vizinho. Manuel Carneiro e Manuel Almeida são dois exemplos que ilustram bem a desilusão de muitos quanto ao custo de vida actual. Manuel Carneiro, 48 anos, há 14 anos que se dedica ao ramo automóvel, efectuando deslocações a França, Suíça e até Alemanha para adquirir carros e vendê-los em Portugal. Durante alguns anos a sua empresa esteve sediada em Chaves, mas os "elevados impostos e o excesso de burocracia" fizeram-no fechar as portas e rumar para o outro lado da fronteira, para Verin, a 30 quilómetros de Chaves. "Em Portugal pagava 21% de IVA pelos lucros, em Espanha pago apenas 16%", explica. A título de exemplo da diferença de preços, Manuel Carneiro aponta um dos produtos que tem agora para venda, um Porsche Carrera 4 Cabriolet que em França custa 20 mil euros, em Espanha 23 mil e em Portugal 32 mil euros. "Em Portugal praticam-se normas absurdas que nos complicam a vida e que não são exigidas em mais nenhum outro país da União Europeia", afirmou. Os portugueses ficam a perder em tu-do. Ganham menos e pagam muito mais", salientou. Para já, Manuel Carneiro mudou apenas a sede da empresa mas pondera a hipótese de um dia, mais tarde, se mudar definitivamente para o lado de lá da fronteira. Já Manuel Almeida foi proprietário de uma estação de serviço em Chaves durante mais de uma década. O negócio estragou-se graças à proximidade de uma bomba de gasolina espanhola, a apenas 12 quilómetros de Chaves. A única solução foi fechar as portas e abrir o mesmo negócio em terras espanholas, em Feces de Abaixo. No entanto, e ao contrário do que imaginava, "também em Verin o projecto está a ser travado pela burocracia e dizem-me agora que tenho que esperar mais uns meses para efectuarem alterações ao Plano Director Municipal", salientou."O Governo português não sabe fazer contas. Pois as pessoas que abastecem em Espanha, para além do combustível, compram também outros produtos", sustentou. Manuel Almeida fez as contas: "Só na fronteira de Chaves, o Governo português perde em receitas de imposto sobre os combustíveis qualquer coisa como 30 milhões de euros por ano." As contas foram confirmadas pela Galp. Segundo o seu presidente, Manuel Ferreira de Oliveira, só a Galp Energia perde por ano mais de 100 milhões de euros." - In Diário de Noticias de 2 de Setembro de 2007.


Do que é que se estava à espera? Com uma carga fiscal brutal, sobre os pequenos empresários, e aliado a um baixo poder de compra dos portugueses é natural que quem mora em áreas perto da fronteira, sinta a necessidade de recorrer a Espanha!

Qualquer negócio em Portugal, que se queira começar, depara - se logo com uma burocracia gritante e desmoralizadora, será por isso que ainda hoje saudamos no tempo, os nossos feitos históricos dos descobrimentos, pois foi nessa altura que fomos empreendedores, e inovadores!

Não existe estudo nenhum que não aponte o fraco dinamismo empresarial da nossa economia!

Em parte este factor resume - se a um certo medo por parte do tecido empresarial português em investir, muito deste medo resulta da burocracia e apertada carga fiscal exercida pelo estado, que prefere agraciar com dotes multinacionais de referência que empregam mais de 500 pessoas numa dada região, e que ao fim de um conjunto de anos se vão embora, deixando um drama social imenso em determinadas regiões!

Muitos pequenos empresários, que querem investir em pequenos sectores da economia debatem - se com inúmeros entraves desde benefícios fiscais ou até o simples acesso ao crédito para a criação de empresas.

Eu acredito piamente que neste país existam muitas, pessoas que queiram criar e dinamizar uma determinada ideia, no entanto esta morre muitas vezes à partida!

Será esta uma das causas da nossa desilusão???

quarta-feira, agosto 22, 2007

Poupanças a Quanto Obrigas......

"A administração local registou uma redução substancial do endividamento líquido bancário relativamente ao período homólogo do ano anterior.Só no primeiro semestre do ano registou-se uma contenção em cerca de 114 milhões de euros, com base no boletim estatístico do Banco de Portugal de Agosto de 2007.
O endividamento líquido bancário da administração local, apresentou no final do primeiro semestre de 2007 um saldo superavitário de 29 milhões de euros.
Este valor resulta da diferença entre os saldos dos passivos (dívida que decorre de financiamento bancário) e os activos dos municípios face às instituições financeiras (depósitos e títulos).
Com base no mesmo estudo as contas dos municípios portugueses apresentam no final do 1º semestre um saldo positivo de 227,3 milhões de euros. Este resultado, que decorre da diferencia apurada entre as receitas e despesas dos Municípios, contribui de forma positiva para redução do défice global das administrações públicas.
Relativamente ao 1º semestre do ano passado, os excedentes das contas dos municípios aumentaram 94 milhões de euros, o que representa uma variação positiva de cerca de 70% face ao período homólogo de 2007.
Recorde-se que no primeiro semestre do ano, o subsector Estado apresenta um défice de 3330,3 milhões de euros, tornando-o o único responsável pelo défice público em Portugal mesmo beneficiando do superávite dos municípios portugueses." - In Agência Financeira de 22 de Agosto de 2007.

Imaginem o que se tinha poupado se os "boys" deste país, não tivessem entrado um pouco por todo o país por "baixo da mesa", como assessores de elementos das vereações vigentes, e directores de empresas municipais.

Vale a pena também dizer que este ritmo de poupança, deve ser aplicado não apenas para combater o endividamento autárquico, mas também, para melhorar as condições de vida dos portugueses por parte das autarquias, desde o estacionamento, passeios, transportes, infra - esturas desportivas e recreativas, ganha o país e os portugueses!

quinta-feira, agosto 02, 2007


"AdC: Tvtel e Cabovisão foram impedidas fornecer 73 mil laresAs operadoras Tvtel e Cabovisão ficaram impedidas de cablar mais de 73 mil lares em Portugal devido à recusa da PT Comunicações em dar acesso à sua rede de condutas, revelou hoje a Autoridade da Concorrência (AdC).
Em comunicado divulgado no site, a AdC anunciou hoje que multou a PT Comunicações em 38 milhões de euros por abuso de posição dominante, sendo o primeiro caso do género decidido pela Autoridade da Concorrência neste âmbito.
Na nota, a AdC esclareceu que a PT Comunicações recusou o «acesso à sua rede de condutas no subsolo aos concorrentes Tvtel e Cabovisão», o que levou a que as empresas concorrentes ficassem «impedidas de cablar mais de 73 mil casas em todo país, o que limitou a sua oferta de televisão por cabo, Internet de banda larga e telefone fixo».
A recusa, adiantou a reguladora, resultou também na «impossibilidade de os cerca de 73 mil lares poderem escolher livremente um prestador de serviços de televisão por cabo concorrente da CATVP - TV Cabo Portugal, empresa maioritariamente detida pelo grupo PT».
Além disso, «fechou o mercado de acesso a algumas das grandes aglomerações urbanas em todo o país», acrescentou a entidade liderada por Abel Mateus.
Com esta recusa a PT «beneficiou desta prática anti-concorrencial já que lhe permitiu não só proteger-se da concorrência como, ainda, beneficiar da ausência de concorrência que poderia ter conduzido a uma descida dos preços do serviço em questão», considerou a AdC.
O abuso de posição dominante resulta da «utilização indevida por uma empresa no seu poder de mercado quanto este resulte na exclusão de concorrentes do mercado através da criação de barreiras artificiais à entrada ou na subida significativa e artificial dos custos para as rivais ou se traduzem em práticas que impõem preços excessivos». "In Dinheiro Digital de 2 de Agosto de 2007.


Com um comportamento deste por parte de um lobbie prestador de um péssimo serviço em Portugal, não é de admirar o nosso fraco comportamento a nível económico e de investimento, em Portugal.

Factos como este comprovam o nosso fraco dinamismo económico, em relação a outros países deve - se em parte, ao fechar dos olhos por parte das entidades competentes, que pactuam um pouco por todo o país com situações semelhantes a esta.

Se esta noticia se confirmar ao nível da punição da Portugal Telecom, por parte das entidades competentes, pode ser que esteja aberto o caminho para uma maior dinamização económica de outras empresas que se sentem asfixiadas no panorama económico nacional!

A questão que fica é será que, quem regula a lei da concorrência é imparcial o suficiente para resistir aos lobbies e pressões de grandes grupos económicos, o futuro o dirá!

quarta-feira, agosto 01, 2007

Farinha do mesmo Saco!


"No dia da tomada posse como presidente da Câmara Municipal de Lisboa, numa cerimónia que teve início depois das 17:00, nos Paços do Concelho, ficou a saber-se que António Costa chegou a acordo com o vereador eleito pelo Bloco de Esquerda (BE).
Numa conferência de imprensa, alguma horas antes da cerimónia de posse do novo executivo camarário, José Sá Fernandes explicou as razões de ter aceite o pelouro do Ambiente, Espaços Verdes e Gabinete para o Plano Verde." - Jornal de Noticias de 1 de Agosto.


Pois é o senhor "Gente", já está onde quer, e ainda por cima lhe deram o pelouro do ambiente, vamos ver é se não põem a cidade a cheirar mal!

Com o compadrio, que tanto ele denunciou, já agora deixo o repto, quantos assessores vai por agora neste pelouro para juntar aos que já lá estão!

Depois do PSD E CDS, terem andado a mamar nas tetas da Câmara de Lisboa, durante um tempo, volta o PS ao poder mas leva consigo, um novo bebe, que se alimenta do leite mais biológico, que pode haver!

No entanto resta saber se este acordo é para calar o "bebé Gente" de fazer birra, por não ter mamado anteriormente o leite da vaquinha da forma como queria, ou uma forma de o pôr a mamar nas tetas do poder de modo a que este fique satisfeito!

O tempo o dirá, no entanto não acredito que o espectro da corrupção, compadrio, cinismo politico e demagogia barata cesse de funções na Câmara de Lisboa, apenas terá uma nova cara, e novos protagonistas xptos e carregados de assessores q.b.

domingo, julho 22, 2007

Consumo!


Numa manha soalheira de sábado, que remédio tive eu de me meter a fazer compras num hipermercado, não por vontade própria mas por uma questão de necessidade familiar!

Enquanto fazia prospecções aos produtos que procurava deparei me com um conjunto de comportamentos, por parte de crianças deveras preocupante!

A necessidade de verem o carrinho de compras cheio, embalados por uma musica de fundo claramente a apelar ao consumo de forma espontânea e natural!

Muitos enquanto esperavam que os pais deixassem a fila da peixaria, deliciavam - se a simular uma operação de pagamento na caixa, outros puxavam pelos pais a pedirem os brinquedos expostos estrategicamente na entrada principal do hipermercado, por forma a monopolizar lhes a atenção.

O que a meu ver parece preocupante, ou será apenas um efeito do meio onde estão inseridos naquele preciso momento?

A forma como o consumo está enraizado na nossa sociedade cria nos comportamentos por vezes irracionais, de falsa necessidade, e de dependência! Existe até quem diga que quando nos sentimos tristes temos a necessidade de consumirmos, para nos sentirmos felizes, não sei se corresponde à verdade, mas o que é um facto é que nunca como hoje existiu tanta necessidade de se manter grandes superfícies abertas aos domingos e feriados, por forma a "ceder às pressões do mercado", pelo menos é isso que nos querem fazer pensar!

Uma coisa é certa, o comércio é a base de toda a economia e sobrevivência de uma nação, foi algo que nos foi imposto desde os primórdios da humanidade, por necessidade de organização social, contudo desde a revolução industrial este, sofreu alterações de tal ordem que lidera as acções politicas e sociais da geopolítica mundial!

Resta saber até onde esta avalanche de compra e venda desumana por parte das grandes superfícies nos irá levar!



domingo, julho 01, 2007

Um Domingo num Subúrbio de Lisboa


Para os católicos e pessoas em geral o domingo é o dia da família dia de descanso após uma semana de trabalho!

Abordemos hoje uma temática diferente de todas as outras e vamos tentar perceber um domingo num subúrbio de Lisboa, após a hora de almoço.

Muitas famílias aproveitam o bom tempo como hoje e vão dar um passeio até à praia, outras vão a um centro comercial, outras ainda aproveitam para visitar locais aprazíveis de descanso, como Sesimbra, Sintra, Cascais etc.

No entanto existem muitas outras pessoas e se calhar a maioria que não tem outro remédio senão ficarem em casa ou darem uma volta na localidade de onde moram, muitos por questões económicas, outros aproveitam para arrumar a casa, e existem outros ainda que preferem ficar em casa a descansar.

Proponho agora que nos debrucemos sobre aquelas pessoas que vagueiam pelos subúrbios de forma a passar o tempo.

Se por um lado vemos crianças a jogarem à bola na rua por falta de infra - estruturas desportivas adequadas, com os eventuais prejuízos para os carros que se encontram estacionados, bem como edifícios envolventes.

Vemos por outro lado grupos de amigos principalmente associados a imigrantes e pessoas de estruturas etárias mais baixas, debaixo de uma qualquer esplanada a ver as modas a passarem, e a ocuparem o tempo da melhor forma que podem.

Vê - se ainda muitos idosos a vaguearem junto do terminal ferroviário à espera que a morte os venha buscar, pois não encontram forma de ocuparem o seu tempo, e porque as devidas famílias não lhes dão a atenção devida, coisas dos tempos chamados modernos...........

Lembro me dos meus tempos de estudante e de termos abordado esta problemática relacionada com a falta de qualidade de vida dos subúrbios, nomeadamente à falta de equipamentos sociais e desportivos por forma a ocupar as pessoas.

A realidade aqui descrita não é inventada, nem um desabafo pessoal consiste numa tentativa de expor uma realidade comum em muitas áreas suburbanas de Portugal.

Não importa aqui apurar responsáveis pelos actuais dormitórios que se caracterizam estas áreas, importa sim é recuperar estas áreas dando lhes vida e dotando as de zonas de lazer como espaços verdes, desportivos, culturais e que estejam ao serviço da população e que vão de encontro às necessidades da população.

Hoje no dia da inaugural da presidência de Portugal na União Europeia, devíamos aprender e copiar o desenvolvimento ao nível de equipamentos ao serviço das populações que existem um pouco por toda a Europa nos subúrbios em volta das grandes cidades.



sexta-feira, junho 29, 2007

Triste Fado Lusitano!

"O clima económico nacional, medido pelo indicador da Comissão Europeia, registou uma queda em Maio.
Esta queda, de 102 para 101,9 pontos, foi a primeira em três meses e foi provocada pela deterioração do sentimento económico na indústria, serviços e consumo.
Apenas nos sectores do comércio a retalho e da construção se registaram melhorias, embora os respectivos indicadores permaneçam em terreno negativo.
A descida registada pelo clima português acompanhou a tendência europeia, já que, na média da União, o indicador também baixou, de 115 para 114,9 pontos." - In Agência Financeira online de 29 de Junho de 2007.

Sempre fui muito atento ao mundo que me rodeia, principalmente quando saio à rua tento perceber a forma como as pessoas se relacionam entre si!
Recentemente tenho reparado e desde algum tempo a esta parte, uma total tristeza e desanimo, por parte das pessoas em relação a tudo o que as rodeia, desde a simples fila de supermercado, até à forma como interagem com as pessoas que lhes são mais próximas!
E o que é um facto é que os portugueses ganham muito pouco para o actual nível de exigência da economia, tudo nos têm sido usurpado desde um estado mandrião, injusto, irresponsável que nos cobra todos os impostos ( que deveriam ser aplicados ao serviço do bem estar da sociedade), até aos simples serviços que necessitamos por parte de entidades privadas.
De uma forma simples os preços sobem, os salários não, e fartos de apertar o cinto já andamos todos!
E tudo isso tem repercussões no dia a dia das pessoas, é a prestação da casa que os juros não param de subir, vai - se ao supermercado e o dinheiro vai todo em meia dúzia de produtos básicos, é o passe social , que sobe a gasolina, as empresas que não pagam a tempo e a horas aos fornecedores, tudo isto vai contra a mensagem que o sistema quer passar aos cidadãos deste país.
"De que tudo vai bem, e estamos no caminho certo"- mas na rua as coisas não se passam assim, e isso afecta as pessoas, torna as tristes, desamparadas, revoltadas, com o actual estado da coisas, para além do mais o actual fosso entre ricos e pobres vêm aumentando de uma forma silenciosa e deturpada.
Um simples salário de 600€, parece uma esmola que nos é dada que apenas serve para sobrevivermos na multidão, e o que é mais grave é que vivemos de aparências ocultando dos outros e de nós mesmos que o rei vai nu assim como nós!
No entanto continuamos a permitir erros e mais erros por parte do sistema implantado, alimentado por lobbies, e confinado a mundo de "Alice no país das Maravilhas" onde a preocupação nacional é despedir, e por uma acção em tribunal a quem diz o que muitos dizem baixinho com medo da PIDE Filosófica, instaurada na actual legislatura.
Deixo o repto não é com um povo descontente que o "Grande Irmão" nos domina ou dominará, outros no passado tentaram e caíram também da cadeira, pena é que a m..... ainda seja sempre a mesma mudando apenas os seus interpretes ociosos de poder, e esquecendo o verdadeiro Portugal!

quarta-feira, junho 20, 2007

O Eurobarómetro!

“A maioria dos portugueses considera a situação económica nacional «má», segundo um Eurobarómetro divulgado esta quarta-feira. Portugal encontra-se mesmo nos últimos lugares da tabela sobre este grau de satisfação, que é liderada pela Dinamarca.” In Tsf Online de 20 de Junho de 2007.

Perante estes factos vale a pena perguntar onde está a tão falada recuperação económica propagandeada pelo sistema governativo português?
Na actualidade a pressão dos lobbies da construção civil andam de tal forma ansiosos com a questão do novo aeroporto que tudo tem sido feito e falado de forma a demonstrar a importância deste desígnio nacional imposto à força pelo sistema.
Será que quem nos governa (ou desgoverna, engana, e usurpa) não se apercebe do descontentamento das pessoas no dia a dia, os baixos salários a subida abrupta das taxas de juro nos empréstimos à habitação, o aumento do custo de vida etc.…
Porque não, se apostar não em obras de fachada, e ir realmente de encontro aos desejos e anseios das populações será demagogia ou ilusão de umas das obras de Thomas Moore ou Campanela!
Num país onde as grandes empresas não são nem de longe nem de perto centros de inovação e desenvolvimento como noutros países, onde a educação é ensinar inglês na primária, e onde se renegam as escolas profissionais para segundo plano, do que é que se estava à espera o descontentamento geral por parte de todos!
Já andamos nesta situação há tempo de mais governo atrás de governo não fazem para atenuar a situação, cinismo, hipocrisia, dominam o espectro político português actual.
Enquanto o cidadão comum sofre na pele o resultado de autênticos atentados à qualidade de vida e direito a um bem-estar condigno.
Fala – se que se construirmos um novo aeroporto Bruxelas dá fundos comunitários avultados, e ajuda na construção do TGV.
Eu deixo a pergunta em vez de esta ajuda a estes projectos que nada mais são do que elefantes brancos, porque não Bruxelas atribuir esses fundos na resolução de problemas concretos como o encerramento de multinacionais, maus salários, falta de instrução da nossa mão de obra e fim dos monopólios empresariais em sectores chave da nossa economia, e já agora se não for pedir muitos que tal nos enviarem uns políticos Finlandeses, Noruegueses, ou Dinamarqueses o Zé Povino agradece!

sexta-feira, junho 15, 2007

Tribunal 1 - Estado 0

“As urgências do centro de saúde de Vendas Novas (Évora) retomaram esta sexta-feira o funcionamento 24 horas por dia, na sequência de uma decisão do Tribunal Administrativo e Fiscal de Beja. A reabertura do Serviço de Atendimento Permanente (SAP) de Vendas Novas, que presta o serviço de urgências, tinha sido ordenada quinta-feira pelo ministro da Saúde, Correia de Campos.
A decisão do tribunal de Beja surgiu na sequência de uma providência cautelar interposta pelo município de Vendas Novas, após o encerramento do serviço, a 28 de Maio. Após receber a decisão, Correia de Campos emitiu um despacho a determinar dar-se cumprimento à sentença a partir de hoje.
Correia de Campos acrescentou que «deve ser imediatamente preparado recurso desta sentença», existindo agora um prazo legal de 15 dias para o efeito. Numa reacção à decisão, o Ministério da Saúde, através da assessora de imprensa do ministro, Helena Marteleira, sublinha que «cumpre a lei e as decisões dos tribunais».
Em causa está o SAP, responsável pelas urgências durante 24 horas/dia no centro de saúde de Vendas Novas, que tinha fechado as portas a 28 de Maio, no âmbito da requalificação e redistribuição geográfica dos serviços.” – In Diário Digital de 15 de Junho de 2007.

Os serviços públicos relacionados com a saúde devem estar junto das populações, e devem estar sempre disponíveis para acudirem a todas as emergências para as quais são solicitadas.
Não venha o actual governo dizer que o encerramento de centros de saúde ou de maternidades que apresentam baixos índices de ocupação são a base da despesa que faz engordar o défice das contas públicas.
Não será estranho que apesar do aumento do IVA de 19 para 21%, aliado a um maior controlo e fiscalidade por parte da máquina fiscal, continue se a falar em reduzir despesas no seio do aparelho de estado!
Ou será que existe um determinado grupo de pessoas que não quer abdicar das regalias chorudas a que se acha no direito de ter, por ter ocupado as poltronas de São Bento em nome do serviço público português?
A saúde é um direito elementar a qualquer cidadão, por alguma razão pagamos tantos impostos! Mas qual é a sua real aplicação? Na criação de um aeroporto novo? De um TGV dependente do tamanho da bitola dos carris espanhóis? De um aumento do prémio de produtividade de um administrador de uma empresa municipal? Ou de um almoço com um grupo de empresários que possuem o monopólio do mercado onde operam?
E dar como desculpa do fecho de centro de saúde e maternidades, a falta de utentes nestes serviços em algumas áreas e a determinadas horas?
Já não basta o lobbie da ordem dos médicos em Portugal, o lobbie das farmácias, e agora também existe o lobbie empresarial da saúde nos centros públicos pela mão do actual governo.
Mas desde quando é que os serviços públicos tem de apresentar lucros? Uma coisa é serem bem geridos de acordo com as necessidade locais de uma população outra coisa é apresentarem despesas anormais em luxos ou bens supérfluos, como é o caso de muitas autarquias e ministérios!
A saúde deve ser vista por quem gere como o elemento básico da vida humana, e como tal deve estar sempre pronta a auxiliar quem mais precisa desta.

quinta-feira, junho 07, 2007

G8 Vs Activistas = Tudo na Mesma!

“Os líderes do G8, reunidos na Alemanha, chegaram a um acordo sobre o clima que reconhece a necessidade de reduzir substancialmente as emissões de gases com efeito de estufa e a urgência de uma acção concertada a nível internacional para combater as alterações climáticas.

«Tendo em conta os dados científicos expostos nos relatórios do grupo intergovernamental de peritos sobre a evolução do clima (GIEC), as emissões de gases com efeito de estufa devem parar de crescer e isso deve ser seguido de reduções substanciais de emissões a nível global», pode ler-se no comunicado final da reunião.

O acordo, todavia, não estabelece metas especificas para esta redução mas sim um principio não vinculativo, defendido pela União Europeia, Canadá e Japão, de que essa redução seja de 50 por cento até 2050.” – TSF Online 07/06/07



VS


“Um porta-voz do grupo ambientalista Greenpeace disse que até 11 botes infláveis tentaram entregar uma mensagem aos líderes do G8 pedindo-lhes que se comprometessem a diminuir substancialmente a emissão de gases do efeito estufa.
Quatro dos manifestantes acabaram caindo nas águas do Báltico depois que barcos de patrulha, trafegando em alta velocidade, terem os interceptado enquanto helicópteros das forças de segurança sobrevoavam a área.
Segundo Tobias Muenchmeyer, porta-voz do Greenpeace, vários ativistas haviam sido detidos e as embarcações deles, apreendidas. A polícia afirmou que três manifestantes e um policial ficaram feridos.
A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, criticou a ação do Greenpeace.
"Espero que eles não emitam gás carbônico demais com suas viagens de barco pelo mar Báltico," disse a dirigente a repórteres depois de os líderes do G8 terem concordado em realizar cortes "substanciais" nas emissões de gases do efeito estufa.
A entrada principal de Heiligendamm está bloqueada há mais de 24 horas. Cerca de 4.000 manifestantes, muitos dos quais passaram a noite dormindo na frente da cerca de segurança, ficaram sentados na apertada estrada de três vias, prometendo permanecer ali até o final da cúpula, na sexta-feira.”- In Reuters Brasil 07/06/07


Muito se tem falado a respeito das Cimeiras dos G8 e as subsequentes manifestações que acontecem sempre que estas acontecem.
Se por um lado os G8 a meu ver são uma prova de que o mundo vai mal, pois estes países decidem e espalham os seus tentáculos económicos um pouco por todo o mundo. Tendo como repercussões a criação de desigualdades entre vários países, e a crescente degradação ambiental com efeitos mais devastadores nos países pobres do que nos ricos!
Por outro certos grupos de activistas acreditam que a solução para os problemas do planeta se resolvem com violência e desacatos!
De um lado e do outro os G8 e os activistas expõem as suas razões, o que é um facto é que o planeta continua a sofrer e a desgastar – se diariamente, não se chegando a um consenso nem a um acordo viável e que seja posto em prática.
No entanto, é de referir que só o simples facto de as alterações climáticas terem sido tema de reflexão e de debate por parte dos G8, pode representar por um lado uma maior consciência para as temáticas industriais ao nível do impacto que estas representam no meio ambiente. Ou se debateu apenas as alterações climáticas pelo simples facto de ser uma forma de propaganda envolta de um grande cinismo por parte de quem participou!
O futuro o dirá!

quarta-feira, maio 30, 2007

A Luta Continua!!!! Uma Nova abordagem sem Idiologias Partidárias!

Hoje foi dia de greve geral um pouco por todo o país! Duas premissas a reter:

- A discordância típica entre sindicatos e governo a respeito da adesão real à greve por parte dos trabalhadores!

- A ideia que a greve nos tempos de hoje não causa um impacto de forma a alterar o actual estado das coisas, é necessário demonstrar o descontentamento das pessoas em relação ao desgoverno que vem reinando por Portugal!

Uma boa forma de demonstrar o descontentamento seria o total desprezo e não pagamento de impostos por parte de quem trabalha uma vida inteira honestamente, e todos os dias sempre que vai ao supermercado vê o IVA a aumentar o preço dos bens essenciais, vai ao hospital tem de pagar a taxa moderadora, paga os combustíveis, luz e água cada vez mais cara, vai para a faculdade e ainda tem de pagar propinas, demora mais de 1 ano a ser operado às cataratas, e vai para o desemprego com 50 anos pois a multinacional onde trabalhava e que recebeu fundos da União Europeia, encerrou portas e se prepara para rumar em direcção à china!
Enquanto espera a vez de ser atendido no centro de emprego, vê na televisão o autarca ou membro do governo a dizer que vai criar mais empregos em Portugal!
Que aconteceria se cada Português honesto neste país batesse o pé ao fisco e exigisse ser tratado com dignidade e respeito por quem finge que governa?
A alternativa à greve, parte pela união das pessoas em torno de um objectivo laboral comum, melhores salários, fim da teia corruptiva por parte das elites politicas e dos grandes lobbies empresariais em Portugal, e distribuição igual da riqueza criada, de forma a tornar uma sociedade mais justa!

domingo, maio 27, 2007

A Escola

"São 1313 as escolas básicas do 1.º Ciclo que não deverão reabrir no início do próximo ano lectivo. O JN teve acesso ao relatório produzido pelo Gabinete de Informação e Avaliação do Sistema Educativo (GIASE), que sinalizou 614 estabelecimentos para fecharem só na Região Centro. Pelo país multiplicam-se os concelhos que ficarão apenas com uma, duas e três escolas - sempre no Interior. No Alentejo, aumentam os municípios que só ficam com as integradas a funcionar – caso de Barrancos e Gavião. As direcções regionais de educação alegam "não ter ordens" para se pronunciarem. O ministério mantém-se em silêncio. Os sindicatos revoltam-se contra o que consideram ser a "desertificação" do país.A Região Centro vai ser a mais penalizada - poderá perder quase 39% das suas escolas. Entre os concelhos com mais estabelecimentos sinalizados destacam-se o de Viseu (com 28), o da Guarda e Tondela (22), Coimbra, Seia, Leiria e Pombal (20) e Cantanhede (18). Perdas que para alguns concelhos poderão significar quase metade do seu parque escolar - caso da Guarda, 48, 8% - ou mais se em Seia encerrarem 20 escolas, a reorganização traduzir-se-á numa perda de 64,5% do parque escolar do concelho. Celorico da Beira tem 13 estabelecimentos sinalizados para fechar. A confirmar-se ficará com três, perdendo 81,2% da sua rede de ensino." - In Jornal de Noticias edição de 27 de Maio de 2007

Construídas no apogeu do Estado Novo, e com um desenho em todo semelhante, e uma das imagens de marca do Ministro das Obras Públicas de então Duarte Pacheco.
As escolas das aldeias eram um pólo de dinamismo vivo, e aprendizagem dos meios mais rurais, propaganda do Estado Novo à parte nestas escolas muitas crianças aprenderam a ler e a escrever, a tabuada e a brincar pelos recreios em volta da escola.
Muitas vezes estas escolas eram o único lugar onde muitas crianças folgavam dos duros trabalhos agrícolas que a família lhes empunha, em virtude da sociedade agrícola de então.
Com o crescimento da emigração, dos meios rurais para os meios urbanos e para o estrangeiro, os recreios de outrora ricos em crianças, nos seus risos e brincadeiras começou a fazer – se ouvir cada vez menos….
Com a falta de atracção real ao investimento em muitos concelhos rurais e do interior do nosso país, a população jovem vai cada vez mais se afastando destas áreas e dirige – se cada vez mais para áreas geradoras de emprego e riqueza (Lisboa e Porto)
Por muitos quadros comunitários de apoio, que tem ajudado em algumas medidas o desenvolvimento do nosso país, é por demais urgente criar infra-estruturas empresariais de apoio real ao investimento em muitos destes concelhos
Estas tem de passar não por criar apenas parques industriais, dotado de infra – estruturas físicas mas também dotadas de capital humano dinâmico ambicioso e que vá de encontro às necessidades competitivas de mercado.
Não é fechando escolas e concentrando todas as crianças nas sedes de concelho que se vai resolver o problema do encerramento de escolas no interior de Portugal, em nome do chamado controlo do défice das contas públicas.
A solução prende – se com investimento na educação nomeadamente no ensino profissional, este sim é a meu ver a semente para dinamizar o investimento por parte da iniciativa privada nestas regiões.
Contudo e até lá mais uma empresa na Guarda despede 500 trabalhadores, e o que é que o estado faz? Preocupa – se em defender a Ota falando mal da margem Sul!

terça-feira, maio 22, 2007

PT....Ligada a si.........

A Portugal Telecom acusa o regulador das comunicações de ter ignorado "o carácter social" das propostas de tarifário da operadora que visavam substituir o "Plano de Reformados e Pensionistas", que deixou de ser subsidiado pelo Estado.
A operadora apontou esta tarde que "a decisão da Anacom é escrita em tom de imposição em nome de um sistema de regulação completamente desactualizado". O organismo liderado por Amado da Silva decidiu ontem obrigar a PT a continuar com os descontos sociais aos idosos e reformados, tendo que suportar este serviço sem qualquer apoio.
Segundo refere um comunicado da PT, "os tarifários propostos [pela operadora] iriam manter o valor das facturas telefónicas nos mesmos patamares para a grande maioria dos clientes, minimizando o cancelamento da contribuição do Estado". No total são cerca de 230 mil clientes da PT que usufruem do desconto de 50% na assinatura.
O Governo optou no final do ano passado por terminar com os subsídios à PT à conta dos descontos de 50% na assinatura dos reformados e pensionistas com rendimentos inferiores a um salário mínimo, tendo a operadora pedido à Anacom para alterar o tarifário em causa, de modo a fazer face à nova realidade. Com o "chumbo" do regulador a operadora deixa de receber perto de 18 milhões de euros à conta destes descontos.
"A Portugal Telecom propôs dois tarifários um dos quais com desconto de 60% na assinatura. A Anacom decidiu-se por uma opção que é mais onerosa para os nossos clientes de baixo consumo" refere ainda o comunicado da PT.
Segundo o mesmo documento, a PT considera que a decisão de ontem da Anacom foi "excessiva" e que "interfere desnecessariamente no funcionamento de um mercado que é muito competitivo estando a favorecer artificialmente as empresas de comunicações que não investem nas suas infra-estruturas e serviços". Isto porque, aponta a operadora de Granadeiro, a PT "faz chegar os serviços de acesso de Voz e Dados a zonas onde os nossos concorrentes não vêem potencial comercial". – IN Jornal de Negócios de 22 de Maio de 2007

Como é sabido em Portugal existem reformas de miséria se compararmos com as reformas dos restantes pensionistas da União Europeia.
Com a agravante que com o avançar da idade e a diminuição da eficácia do sistema imunológico do ser humano, este tenha necessidade de recorrer a cuidados de saúde, o que implica medicamentos e tratamentos, que custam em muitos casos mais do que as próprias reformas de muitos reformados e pensionistas deste país.
Não esquecendo as despesas normais do cidadão comum como a água, o gás e a electricidade, bens esses indispensáveis à vida humana, ou seja despesas atrás de despesas que sobrecarregam o cidadão comum, jovem e com idade de trabalhar, imagine – se este mesmo efeito nas pessoas de mais idade que tentam sobreviver com pensões de miséria.
Ora muitos idosos espalhados um pouco por todo o país, vivem sozinhos ou em lares quase sem ligação de proximidade com as respectivas famílias, assim o telefone é visto por este grupo populacional com meio de contacto para com os familiares nomeadamente os filhos, que estão longe!
Assim como para ligarem ao senhor Américo da mercearia para lá levar umas compras pois as pernas já não possuem o vigor de outros tempos!
A empresa Portugal Telecom que já cobra a assinatura telefónica a tanto contribuinte deste país, que possui capital do Estado, que enche os seus administradores com vencimentos chorudos, sente – se indignada pois a Anacom a obriga a prestar um serviço cívico e publico para com os pensionistas deste país
É vergonhoso a contestação realizada por esta entidade é uma falta de respeito para com os Portugueses deste país, é assim que se trata quem tem poucos recursos ainda por cima uma empresa que é o que é hoje graças ao monopólio que teve durante muitos e bons anos com o aval dos diversos governos portugueses desde a sua existência.
Dá vontade de boicotar qualquer na hora de escolher qualquer oferta deste operador no mercado!

terça-feira, maio 15, 2007

Castelos de Areia

Com a queda da Câmara de Lisboa, e a marcação de eleições intercalares foram sugeridos alguns nomes por um lado o Partido Socialista já definiu um candidato e o Partido Social-democrata, escolheu também um candidato.
Existe também neste momento uma candidatura independente, o que é de louvar tendo em conta o bipolarismo partidário existente em muitas autarquias do país.
No entanto e a meu ver, como já disse a quando das autárquicas, parece me que os candidatos são apenas elitistas, não conhecendo as reais dificuldades e problemas das gentes de Lisboa.
Gostava de estar enganado, mas parece me que estas eleições apenas vão servir a ideologias partidárias e não as reais resoluções dos problemas das gentes de Lisboa.
Por aí se pode ver que os partidos apenas olham para o seu umbigo tudo o resto é paisagem……

terça-feira, maio 08, 2007

Comércio Justo - Sabe do que se trata?

No dia 8 de Maio celebra-se o Dia Internacional do Comércio Justo, ora muito boa gente não sabe o que é o comércio justo, uns por falta de informação outros porque este é totalmente aniquilado pelo comércio selvagem e desumano que se vive um pouco porto da a parte!
Contudo aqui vai uma breve definição e explicação tendo por base a Rede Europeia de Lojas de Comércio Justo] como:”uma parceria entre produtores e consumidores que trabalham para ultrapassar as dificuldades enfrentadas pelos primeiros, para aumentar o seu acesso ao mercado e para promover o processo de desenvolvimento sustentado. O Comércio Justo procura criar os meios e oportunidades para melhorar as condições de vida e de trabalho dos produtores, especialmente os pequenos produtores desfavorecidos. A sua missão é a de promover a equidade social, a protecção do ambiente e a segurança económica através do comércio e da promoção de campanhas de consciencialização.
Têm os seguintes princípios:
A preocupação e o respeito pelas pessoas e pelo ambiente, colocando as pessoas acima do lucro;

A criação de meios e oportunidades para os produtores melhorarem as suas condições de vida e de trabalho, incluindo o pagamento de um preço justo (um preço que cubra os custos de um rendimento aceitável, da protecção ambiental e da segurança económica);

Abertura e transparência quanto à estrutura das organizações e todos os aspectos da sua actividade, e informação mútua entre todos os intervenientes na cadeia comercial sobre os seus produtos e métodos de comercialização;

Envolvimento dos produtores, voluntários e empregados nas tomadas de decisão que os afectam;

A protecção dos direitos humanos, nomeadamente os das mulheres, das crianças e dos povos indígenas;

A consciencialização para a situação das mulheres e dos homens enquanto produtores e comerciantes, e a promoção da igualdade de oportunidades;

A promoção da sustentabilidade através do estabelecimento de relações comerciais estáveis de longo prazo;

A educação e a participação em campanhas de sensibilização;

A produção tão completa quanto possível dos produtos comercializados no país de origem.”

Aqui fica um breve esclarecimento, se quiser saber mais informações e lojas relacionadas com o comércio justo consulte os seguintes sítios na Internet:
www.alternativa.comercio-justo.org

www.inde.pt/Actualidade/ComerJusto.htm

www.reviravolta.comercio-justo.org

sexta-feira, maio 04, 2007

O senhor Gente!

O que se tem passado na câmara de Lisboa por estes dias só vêm provar que a politica está podre, pois todos falam em ser pessoas sérias e depois é raro o autarca que não seja acusado de um qualquer caso de corrupção.
No entanto importa referir duas pessoas que se têm mostrado aos olhos do público mais inocente de maldade, um verdadeiro exemplo na sociedade, falamos do Senhor Gente e do “Ganda Noia” respectivamente.
O senhor gente devia era ter vergonha de fazer as palhaçadas que faz em relação ao caso dando uma de Elliot Ness cínico da Câmara de Lisboa dentro dos vereadores da Câmara de Lisboa esquece – se de dizer que quando entrou para a Câmara introduziu lá os seus boys que nem foram a concurso público como devia ser norma ao comum dos cidadãos que quer servir o estado português, mas enfim estamos em Portugal, ninguém te leva a mal.
O “Ganda Noia”, vendo que o seu partido é parco em candidatos credíveis aos olhos dos portugueses deu a um independente o seu apoio, quando este se vê em maus lençóis tenta lavar as mãos e sair ileso em nome da credibilidade!
Por aí já se vê o espectro político nacional, que o diga Eça de Queirós, e Almeida Garret, que em muitas das suas obras detectaram os males políticos deste país, pelos vistos nada mudou, a m……, é a mesma só mudam as caras e a época!!!!

quarta-feira, abril 18, 2007

Censura

“Inspectores do Ministério do Ensino Superior estiveram, terça-feira à tarde, na Universidade Independente (UnI), para pedir o processo escolar de José Sócrates. A visita dos inspectores decorreu antes da UnI ter adiado uma conferência de imprensa, onde eram prometidas declarações «bombásticas» sobre todo este caso.
De acordo com a edição on-line do jornal «Sol», já no dia anterior, os inspectores do Ministério de Mariano Gago tinham ido à universidade com o objectivo de ter acesso ao processo de José Sócrates. A instituição não cedeu os documentos e alegou que os inspectores já tinham analisado todo o dossier e que, por isso, a UnI não encontrava razões para ceder os documentos.
De acordo com o jornal «Sol», e ao contrário do que o Primeiro-ministro garantiu em entrevista à RTP, as investigações internas da universidade detectaram que José Sócrates esteve isento do pagamento de propinas.
Do processo académico do Primeiro-ministro faz parte apenas o trabalho de Inglês Técnico e as pautas com as notas, avança o jornal.
A UnI marcou a tão esperada conferência de imprensa para esta quarta-feira à tarde e continua a prometer declarações «bombásticas», embora afirme que não dizem respeito ao percurso académico de José Sócrates. “ – IN TVI on-line.
Pois é independentemente de o homem ser ou não ser licenciado, e de se dar a ideia que nas universidades privadas existe desleixo e favorecimento, em relação às públicas, o que é falso, e eu que o diga que andei a queimar pestanas durante quase cinco anos para nada, mas enfim isso são outras questões que ficam para depois….
Agora o que importa reter é que existe uma nova PIDE, disfarçada e camuflada que protege os ricos e poderosos que estão na cadeira do poder, com que intuito não se sabe apenas querem controlar o sistema da forma que mais lhes convêm.
Depois de terem “calado” o Professor Marcelo” num canal privado com Santana e Portas, agora o filósofo dos tempos modernos dá um ar da sua graça, enfim somos pequeninos muito pequeninos!!!!

sábado, abril 07, 2007

Que as Crianças nos Perdoem.....


“O relatório do grupo de peritos, reunidos em Bruxelas, revelou ontem que cerca de 20 a 30 por cento das espécies vegetais e animais correm o risco de desaparecer se o aumento da temperatura mundial passar de 1,5 para 2,5 graus centígrados. Por outro lado, o Giec afirma que serão as populações pobres, mesmo em sociedades prósperas, as mais vulneráveis às mudanças climáticas.
Investigadores de mais de uma centena de países integrados no Painel Intergovernamental da Mudança Climática (Giec) aprovaram hoje em Bruxelas o relatório sobre a vulnerabilidade e o impacto que este processo terá no ambiente e na sociedade.
De acordo com fontes da reunião, a Rússia, a China e a Arábia Saudita foram os países que fizeram retardar a concretização do acordo ao questionarem partes deste.
É a segunda reunião do painel intergovernamental, após o encontro em Paris de Fevereiro passado. Está previsto que o painel volte a reunir-se em Banguecoque e Valença, em Novembro, onde será apresentada uma síntese do seu trabalho para remeter aos governos.
A publicação do relatório chegou a estar em risco, segundo anunciou hoje de manhã um porta-voz do Giec, esclarecendo que a negociação estava bloqueada por razões políticas.
A conferência de imprensa prevista para hoje pelo Grupo Intergovernamental esteve para ser adiada, uma vez que vários países contestavam parágrafos chave do «resumo das intenções de decisão» do relatório do Giec.
A China, a Arábia Saudita, a Rússia e os Estados Unidos eram os principais países a «fazer obstrução», de acordo com vários delegados. O relatório, com um total de 1.400 páginas, destina-se a esclarecer os governos do planeta sobre os aspectos científicos, económicos e humanos do aquecimento global.”- Extracto de noticia do “SOL digital”.

Quando há cerca de alguns meses vi o documentário de ex. Candidato a presidente dos EUA, Al Gore, com o título “Uma Verdade Inconveniente” fiquei alarmado, pois utopicamente e ingenuamente nunca pensei que o aquecimento global resultante da produção de co2, já tivesse consequências de tal forma desastrosas em muitas partes do mundo.
Falando com outras pessoas e ouvindo comentários um pouco por todo o lado, lendo também artigos a respeito do filme, fiquei com uma ideia muito própria do filme.
Não acredito que Al Gore esteja a aproveitar – se deste triste fenómeno para procurar protagonismo politico contra a actual administração Bush, nem que seja uma forma de mediatismo.
Parece me ser sim um alerta global contra este verdadeiro acto terrorista, que é a poluição em nome do crescimento económico, da chamada prosperidade económica, do emprego, etc.
Ouvindo ontem as noticias a respeita da Conferencia realizada por estes dias em Bruxelas põem – se uma questão os líderes mundiais que mais poluem não estão dispostos a abdicarem de nada a nível de reter a libertação de CO2 para a atmosfera e travarem o aquecimento global.
Quem se preocupa e alerta com esta questões é logo apelidado de extremista, radical, alarmista, utópico, e querer aproveitamento político.
Apupos à parte, o clima tem estado a mudar em todo o mundo com consequências para a toda a população mundial, é tempo de fazer – se algo, a começar por alterar toda a politica belicista actual imposta pelos senhores do mundo, temo que as gerações vindouras não nos perdoem pela nossa passividade em relação às alterações climáticas.
É muito provável que a Terra continue a sofrer com a acção do homem, pois grande parte das nossas acções no dia a dia, envolvem algum foco de poluição!
Contudo apenas depende de nós cidadãos mundo alterar o actual estado das coisas!

quinta-feira, abril 05, 2007

Troque o Algarve por Fornos de Algodres!


Nestas férias da Pascoa, em vez da confusão das praias do Algarve, faça uma visita a um Concelho rico em arqueologia e patrimonio natural, com ricas paisagens, boa gastronomia, e gente que sabe bem receber!
Visite a o Concelho de Fornos de Algodres, localizado no Distrito da Guarda, tendo como principal acesso a A25 (Aveiro - Vilar Formoso), e a linha da Beira Alta.
O município é limitado a nordeste pelo município de Trancoso, a leste por Celorico da Beira, a sul por Gouveia, a oeste por Mangualde e Penalva do Castelo e a noroeste por Aguiar da Beira.

terça-feira, abril 03, 2007

Futebol Vs Ignorantes

A violência na sua plenitude é um acto ao qual qualquer sociedade deve condenar, pois o próprio desencadeamento desta, despoleta efeitos colaterais muito mais graves que o acto original de violência.
Todos sabemos que infelizmente pelo mundo fora existem guerras, em nome de um determinado objectivo.
Existem várias formas de violência, desde agressões físicas a verbais, todas elas são condenáveis e devem ser evitadas!
No entanto esta por vezes estraga momentos que deveriam ser de festa e alegria como é esse desporto em massa que se chama futebol.
O comportamento de determinados elementos que apoiam uma equipa de futebol deve ser sempre de “fair play” e de respeito pela equipa adversária, na teoria e nos países ditos civilizados e amantes do desporto rei é assim que se processa.
Agora em Portugal os dirigentes desportivos lançam picardias para o ar como forma de atiçar os sócios e simpatizantes de um ou determinado clube uns contra os outros.
Claro que depois muitos adeptos de futebol aquecidos pelo calor da emoção no momento aliado a umas bejecas, que já lhe aqueceram a mente dão asas à mais pura ignorância comportamental.
O que se passou este domingo no clássico Benfica – Porto, foi uma vergonha para o futebol português, para os próprios clubes e para a imagem das forças da ordem na organização de eventos desportivos de risco, apagando a imagem organizacional deixada pelo Euro 2004.
Mais vergonhoso ainda deve – se ao facto de muitas crianças que estavam a assistir ao jogo terem sido vítimas colaterais de comportamentos de alguns adeptos.
O futebol deve ser uma festa de todos aqueles que queiram assistir a este magnifico espectáculo, nunca deve ser aproveitado como campo de batalha e demonstrações de força por parte de ignorantes.
No entanto é vergonhoso que os dirigentes usem o espectáculo que é o futebol para lançarem autenticas bombas de forma a criar atritos entre os adeptos.